Apple avança sobre as receitas bilionárias de anúncios do Facebook

1315

A Apple alterou algumas das suas políticas na loja virtual App Store e, aparentemente, a empresa responsável pelo Facebook e pelo Instagram, a Meta, não ficou satisfeita com algumas das mudanças.

Isto porque a Apple decidiu passar a cobrar uma taxa de 30% ao ‘boost’ – uma opção oferecidas nas apps da Meta para que os criadores de conteúdos pudessem promover o alcance das suas publicações nas redes sociais detidas pela empresa.

MAIS: Apple já tem planos para implementar USB-C nos seus produtos

A Apple continua a evoluir as suas políticas para fazer crescer o negócio enquanto prejudica os outros na economia digital. A Apple disse anteriormente que não tirava uma parte da receita da publicidade dos ‘developers’ e, aparentemente, mudou agora de ideias. Continuamos comprometidos em oferecer às pequenas empresas formas simples de gerirem anúncios e crescerem os seus negócios nas nossas apps, pode ler-se no comunicado que a Meta enviou para o site The Verge.

Na sua defesa, a Apple refere que esta forma de promover o alcance de publicações é entendida pela empresa como um serviço/bem digital, o que faz com que seja englobada no sistema de taxas da App Store.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui