Coreia do Sul vai expandir tecnologia de ensino à distância para Angola e Moçambique

581

A Coreia do Sul vai expandir a sua tecnologia de ensino à distância para Angola e Moçambique, segundo Cavin Shin, responsável da empresa sul-coreana NSD especializada no desenvolvimento de plataformas online de ensino à distância.

O gestor que falava na capital moçambicana, Maputo, informou que a NSD pretende encontrar parceiros angolanos e de outros países africanos para implementar a tecnologia de ensino à distância.

A Coreia do Sul desenvolveu-se graças a aposta na educação e tecnologia”, durante a cerimónia de entrega de equipamento informático para reforçar o ensino à distância na Universidade Pedagógica de Maputo (UPM), que já conta com 1.200 estudantes nessa modalidade de ensino superior.

MAIS: Instituições de ensino aconselhadas a usar as TIC’s no processo de ensino

Durante a pandemia que assolou o mundo (COVID-19), um dos mecanismos usados para não parar as escolas e universidades foi o ensino à distância, que nem em todos os países obteve-se bons resultados, alguns por falta de ferramentas adequadas, outras por falta de um sinal de internet estável. Tanto que em Angola, o ensino à distância atingiu apenas 20% das escolas angolanas em tempos de pandemia.

Mas após termos ultrapassado essa fase da pandemia, alguns países começaram a optar já pelo ensino à distância, e Angola não está a fugir a regra segundo avançou o secretário de Estado para o Ensino Superior, Eugénio da Silva,  que informou as instituições de ensino superior do país estão a criar as condições para a implementação do sistema de ensino à distância e semi-presencial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui