És um criador de conteúdos no Youtube? O programa Black Voices Fund está a sua espera!!!

0
474

Já estão abertas as candidaturas para encontrar-se a turma de 2023 do Black Voices Fund (Fundo Vozes Negras), programa do Youtube que reconhece e engradece os criadores de conteúdos negros, bem como artistas compositores e produtores para que possam prosperar profissionalmente usando a plataforma.

O Black Voices Fund, que junta centenas de músicos e criadores de conteúdos para celebrar o orgulho negro e destacar histórias autênticas no Youtube, já encontrou mais de 300 “creators” ao redor do mundo, desde que foi lançado em 2020, em países como Austrália, Brasil, Quénia, Nigéria, África do Sul e Estados Unidos, e onde podemos encontrar músicos, empresários de beleza, comediantes, ativistas, poetas, personal trainers, pais, fotógrafos, jogadores, entre outros.

A comunidade criadora africana está repleta de criativos talentosos, brilhantes, apaixonados e impulsionados, e é uma honra equipar estes talentosos criadores e artistas com recursos adicionais para combinar com o seu impulso. No YouTube, sempre tentamos facilitar a ascensão de diversas vozes, incluindo o género e a raça. Através do Fundo Black Voices, nos últimos dois anos conseguimos amplificar as perspetivas e experiências destes diversos criadores“, disse Solafunmi Sosanya, Líder do YouTube na Nigéria.

Para a próxima turma, os “creators” selecionados para o programa receberão financiamento económico que será investido no desenvolvimento dos seus canais no Youtube, bem como vão receber apoio dedicado e terão a oportunidade de participar em programas de formação, workshops e programas de networking personalizados.

Além de ter comprometido 100 milhões de dólares para o Fundo de Vozes Negras do YouTube, o YouTube também informou que juntou-se a grupos de base comunitária para construir o programa Future Insiders, – especificamente direcionado a mais de 180 estudantes em risco e desfavorecidos economicamente, mas estão interessados num futuro na música e profissões criativas.

Os participantes do programa vão participar em sessões trimestrais que cobrem o sucesso do YouTube, percursos de carreira, acesso a talentos e líderes de pensamento e bem-estar.

MAIS: Cinco startups africans selecionadas para o programa de mentoria da AlphaCode

Segundo o que foi revelado, a turma de 2021 incluiu 133 bolseiros oriundos dos Estados Unidos, Quénia, Reino Unido, Brasil, Austrália, África do Sul e Nigéria, com 26 criadores de conteúdos e artistas africanos.

Sobre os nomes sonantes do programa, vindo de África, destacamos o artista de realidade Lasizwe Dambuza, o personal trainer e defensor de saúde e bem-estar Mitchelle Adagala, o músico Sho Madjozi e a apresentador de TV, empresária e atriz Tomike Adeoye.

África está cheia de talento incrível. Estamos entusiasmados por descobrir os criadores de conteúdos incríveis que a próxima ronda de aplicações trará consigo enquanto continuamos a investir na amplificação dos criadores negros“, conclui Sosanya.

Então, se és um criador de conteúdos ou tens um canal no Youtube e queres submeter a tua candidatura ao Black Voices Fund (Fundo Vozes Negras), click em aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui