Especialistas em cibernética debatem segurança electrónica em Angola

0
895

Mais de 20 especialistas em cyber segurança, entre angolanos, brasileiros e santomenses, vão debater, nesta quarta, 6, e quinta-feira, 7, a problemática da segurança electrónica no país, num evento denominado “CyberSecur Summit 2021“, cujos temas em abordagem vão girar em torno da Investigação corporativa e segurança Cybernética em Angola. O discurso de abertura foi proferido pelo Ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS), Manuel Homem.

O evento visa promover uma abordagem crítica e a partilha de conhecimentos sobre Segurança Cybernética, Cultura de Proteção e Privacidade, Perícia e Direito Digital, Engenharia Social, bem como o Risco Reputacional e os Crimes Informáticos à Luz do novo Código Penal Angolano.

Temas e Prelectores

  • O primeiro painel da conferência, a decorrer numa das unidades hoteleiras situadas na baixa de Luanda, prevé abordar três temas. “Cyber segurança e as Políticas Públicas” será abordado pelo Director Nacional das Políticas de Cibersegurança e Serviços Digitais, Hecdiântro Mena, ao passo que o Auditor de Sistemas de Informação, Divaldo Sousa, vai apresentar o tema Engenharia Social.
  • Para fechar o painel o Coordenador Técnico da Pós Graduação em Ciberinteligência de Ameaças, Thiago Bordini, vai falar da “Inteligência Cibernética em Processos Investigativos”.
  • Os procedimentos a adotar em caso de ver os meios informáticos infectados será abordado no primeiro tema do segundo painel, cuja a prelecção está reservado ao Hacker Ético, Nelson Francisco.
  • O Director de Serviços de Engenharia da SISTEC, Nuno Vidal, vai responder de forma detalhada se “As Pessoas são o Elo Mais Estratégico da Segurança Digital”, antes do Gestor de Core, Schumacher Neto, abordar o tema ‘Engenharia de Redes com Foco na Segurança de Dados’.

MAIS: Angola é um dos países com mais ataques cibernéticos nas últimas semanas

Ainda para o primeiro dia, está reservado um talk show, subordinado ao tema “Segurança Nacional na Visão dos Especialistas’” a ser discutido pelo Gestor de Segurança de Informação em Angola, Alexandre Cipriano e pelo Consultor de Segurança de Informação e Transformação Digital, José Varela da Silva, cuja moderação deverá estar a cargo do Editor-Chefe do Portal de T.I, Joaquim Cassicato.

No segundo dia da conferência vários outros temas serão abordados. O Director Nacional de Combate aos Crimes Informáticos do Serviço de Investigação Criminal (SIC), Edgar Cuico, vai abordar “Crimes Informáticos à Luz do Novo Código Penal”, a Directora Executiva, Consultora, Serviços Financeiros, Comércio e Investimento, Julay Morais, vai debruçar-se sobre o ‘Risco Reputacional’, na era digital.

A Especialista em Regulamento TMT, e Mentora do Instituto de Luanda, Nádia Ribeiro, terá como tema a abordar “Construa uma Cultura de Proteção e Privacidade”. Já Director Geral da CyberSecur, Hélio Pereira, fecha o primeiro painel do segundo dia quando abordar o tema ‘Perícia Digital’.

“O Papel da Agência de Proteção de Dados em Angola” também será abordado na conferência, pelo Director de Inspeção e Auditoria, Cruz da Gama e pelo Director do, Gabinete Jurídico, Njunjulo António.

O programa prevé igualmente os temas “Fake News: Do Fact-Checking à Investigação”, a ser apresentado pela Jornalista Neusa e Silva e ‘Ciberética’, cuja abordagem está reservada ao CEO e Director da Isenta Comunicação, António Páscoa.

O talk show do segundo dia da conferencia sobre investigação Corporativa e Segurança Cibernética em Angola vai versar-se sobre Direito Digital, com a Advogada e Professora de Direito Digital e Proteção de Dados Pessoais no Brasil, Rubia Ferrão e com o Consultor Legal em Privacidade e Proteção de Dados, Gelson Baía.

A Moderação deste tema estará sob a responsabilidade da Fundadora da juLaw (Legaltech), Hélia Pimentel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here