EUA agora tem os dois supercomputadores mais rápidos do mundo

1008

Os dois supercomputadores mais rápidos do mundo agora são americanos, de acordo com os rankings que são divulgados semestralmente. Os dois computadores, Summit e Sierra, usam a tecnologia da IBM.

O Summit foi coroado o computador mais rápido do mundo em Junho de 2018, quando realizou o teste matemático LINPACK em 122.3 petaflops por segundo. (Cada petaflop é um quintilhão de operações matemáticas.) Desde então, recebeu mais actualizações e agora pode realizar o teste em 143,5 petaflops por segundo, dando uma enorme vantagem sobre os outros 499 supercomputadores da lista.

Cinco dos 10 supercomputadores são americanos

Enquanto isso, a Sierra fica atrás da Summit com 1,6 milhões de núcleos de processador para os 2,4 milhões da Summit. Além disso, ambos os supercomputadores são executados em especificações semelhantes: processadores IBM Power9 com chips aceleradores Nvidia Tesla V100. Ainda assim, apesar de ter menos núcleos de processador, a Sierra foi capaz de superar um computador chinês, o Sunway TaihuLight, da lista através de uma atualização recente que aumentou sua capacidade de computação de 71,6 petaflops para 94,6 petaflops.

Em que casos podem ser usados estes supercomputadores?

O governo dos EUA investiu na corrida dos supercomputadores, investindo recentemente cerca 258 milhões de dólares em 2017 em empresas de financiamento como IBM, Cray, AMD, Intel e Nvidia para construir computadores capazes de realizar esses incríveis feitos de cálculo. Os supercomputadores podem ser usados ​​para prever as mudanças climáticas, procurar uma cura para o câncer e pesquisar a fusão nuclear, entre outras tarefas.