Facebook irá notificar os usuários cujos dados foram acedidos pela Cambridge Analytica

612

Actualmente o Facebook está a viver uma das suas piores fases com o caso da Cambridge Analytica, onde foram vazados dados de 50 milhões de usuários que foram usados na campanha de Trump.

Para amenizar a situação, o Facebook informou que notificará 87 milhões de usuários de seus serviços que foram afectados pelo escândalo da Cambridge Analytica, que viu a empresa de análise de dados abocanhar suas informações pessoais através da rede social para influenciar os eleitores.

É importante ainda salientar que o número de 87 milhões pode não ser totalmente o certo, de acordo com Zuckerberg, o Facebook calculou o número máximo de amigos que os usuários poderiam ter enquanto o aplicativo de teste de personalidade que a Cambridge Analytica havia construído estava sendo usado activamente para colectar dados. Mas o Facebook diz que não tem registos desde aquela época, então não se sabe exactamente quantas pessoas foram afectadas.

Enquanto isso, a Cambridge Analytica disse em um comunicado que tinha dados sobre apenas 30 milhões de usuários do Facebook.

Além disso, o denunciante Christopher Wylie, que trabalhou na Cambridge Analytica e expôs o exercício de colecta de dados, disse à NBC que o número de usuários afectados poderia ser maior do que isso, e que os dados podem ser armazenados na Rússia, como o cientista de dados Aleksander Kogan. Trabalhou no aplicativo de teste em colaboração com a empresa, viajou lá frequentemente do Reino Unido durante esse tempo.