Governo já investiu mais de 28 mil milhões de kwanzas nas telecomunicações e TIC em cinco anos

775

O Governo Angolano já investiu mais de 28 mil milhões de kwanzas no sector das Telecomunicações e Tecnologias de Informação e Comunicação nos últimos cinco anos, num clima de grandes adversidades.

Muito por culpa das restrições financeiras em todo o mundo, mas também da Covid-19, que se prolongou de forma intensiva e permanente durante dois anos, a Administração liderada pelo Presidente João Lourenço foi obrigada a investir em novidades e transformações tecnológicas, na automação, tecnologia artificial, robótica, inovação e invenção.

Sobre os gastos no sector, no âmbito dos testes feito ao País, pela Covid-19 em mais de dois anos, ressaltar a compra de equipamentos eletrónicos de desinfetar produzidos localmente por angolanos, formados em Angola, comunicações aos vários níveis regulares, sinal de tv e rádio, aplicativos informáticos, que apesar da pandemia do novo coronavírus funcionaram perfeitamente para o conforto e entretenimento das famílias, mas também, para se poder manter as empresas ativas.

Ainda na estratégia de reforço e ampliação de inovação e desenvolvimento tecnológico em Angola, o Governo lançou o Programa da Inovação e Transferências de Tecnologia, programa esse de alcance nacional de modernização tecnológica e inovação e de inclusão digital.

MAIS: Angola altera regulamento de partilha de infraestruturas de telecomunicações eletrónicas

O referido programa é coordenado e implementado pelo Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI), em colaboração com o Ministério da Economia e Planeamento e o Ministério da Indústria e Comércio, dada a necessidade de tornar transversal a inovação e a tecnologia mais presente, mais útil na economia real do país. Em suma, o Programa de Fomento da Inovação e Transferência de Tecnologia tem como foco o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação e na transferência de tecnologia, mediante parcerias com diferentes instituições, públicas e privadas, destinado às instituições e aos milhares de angolanos de todas as idades, em todo o país.

A estratégia do Governo Angolano, com este programa, é o aumento e banalidade da literacia digital, bem como a promoção do desenvolvimento da economia real e do país de uma forma geral, de forma sustentável e moderna.

Um dos principais benefícios da inovação e transformação tecnológica, garantem os cientistas sociais e não só, proporcionados pela modernização, é a redução de gastos para a realização de certa tarefa, a melhor e maior utilização do tempo e a facilidade na realização das tarefas. E dizem mais: as novas tecnologias permitem que processos e formas de trabalho, estudo, e não só, sejam automatizados e feitos de forma mais eficiente, o que elimina erros manuais e diminui o tempo necessário para a execução de diversas atividades. No fundo, a inovação tecnológica permitem o aumento da produtividade com menos recursos, mas com resultados para todos e progressivos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui