Há uma nova ameaça grave para os principais navegadores na internet

0
2062

Desde pelo menos Janeiro de 2022 que uma campanha de adware tem vindo a distribuir-se pela internet em massa, que tem afectado praticamente todos os navegadores, e que pode levar ao roubo de informação pessoal dos utilizadores.

De acordo com os investigadores de segurança da empresa Palo Alto, o adware foi apelidado de ChromeLoader, tendo em conta que se injecta no navegador para levar ao roubo de informação pessoal e apresentação de publicidade agressiva. Este género de malware encontra-se normalmente em extensões, que modificam as configurações do navegador para fazerem o mesmo redirecionar os utilizadores para sites maliciosos, apresentar publicidade ou outro género de actividades que podem comprometer a segurança dos mesmos.

O malware foca-se também em redirecionar todos os pedidos de pesquisa que sejam feitos pelo navegador, analisa as queries usadas e envia as mesmas para os servidores em controlo dos atacantes. Estes dados podem, mais tarde, ser usados para os mais variados esquemas.

MAIS: Turismo alvo de ciberataques. Saiba como proteger-se desta tendência em crescimento

O mais interessante do ChromeLoader encontra-se no facto que este tem vindo a ser constantemente atualizado, sobretudo para tentar ocultar ao máximo as suas atividades maliciosas. Os criadores do adware têm vindo a lançar diferentes versões do mesmo, focadas em tentar ocultar ao máximo as atividades do mesmo em segundo plano – portanto os utilizadores podem ser afetados sem sequer se aperceberem, a menos que tenham uma vigilância apertada para este tema.

Como referido, o malware instala-se como uma extensão nos principais navegadores, mas a vertente inicial de ataque começa pela descarga de ficheiros potencialmente maliciosos para o sistema, que acabam por instalar o malware no mesmo.

Como sempre, será aconselhado que os utilizadores tenham uma suíte de segurança instalada nos seus sistemas e contem com medidas de proteção acrescidas, o que se aplica também a empresas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui