Huawei e Ministério da Educação reforçam cooperação

771

A Huawei voltou a reforçar a sua cooperação com o Ministério da Educação (MED) fazendo a entrega de um smart board a aquela instituição nacional, de modo a apoiar o programa “Xilonga“, escola vitual que promove o ensino virtual em Angola.

Essa doação da multinacional tecnológica é no âmbito da educação à distância com recurso a novas tecnologias, bem como do seu programa de responsabilidade corporativa e social e à digitalização de sectores-chave em Angola, principalmente a educação.

O respectivo aparelho tecnológico entregue ao MED é de última geração e proporcionará um avanço inovador ao programa de ensino à distância, visto que funciona simultaneamente como computador, sistema de conferências e quadro de ensino tradicional com acesso à internet.

O MED  está empenhado em continuar a promover um ambiente educativo cada vez mais tecnológico, utilizando as referências internacionais de empresas que operam no mercado nacional, como a Huawei“, disse a Luísa Grilo, Ministra da Educação, citado no comunicado.

MAIS: UNITEL e Ministério da Educação assinam acordo para promover a inclusão digital no sistema de ensino

De informar ainda que essa doação da Huawei vem também para aumentar a operacionalização da escola “Xilonga”, que consistem em um ensino à distância baseado em ferramentas e recursos interactivos. Este programa do MED tem o objectivo central de oferecer recursos e materiais didácticos para a aprendizagem dos conteúdos programáticos do currículo do Ensino Primário e do I° ciclo do Ensino Secundário.

A Huawei Angola vai continuar a prestar apoio directo ao Ministério e que um dos compromissos da nossa empresa é continuar a contribuir para a celeração da digitalização do Estado Angolano“, frisou Wu Kui, Vice-CEO da Huawei.

Com o apoio do encarregado de educação, os estudantes poderão facilmente cadastrar-se na plataforma e usá-la a partir de qualquer lugar do mundo, desde que tenham acesso a um suporte digital.

A denominação “Xilonga” congrega a noção de escola e de ensino, transversais ao Kimbundu, Umbundu e Kikongo. O termo resulta da fusão entre “Xi”, de Xikola (que experime a ideia de escola), e “longa”, de Kulonga (que exprime a ideia de ensinar).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui