Huawei e Unitel reúnem estudantes de tecnologia para o programa Seeds for the Future

1552

Já são conhecidos os 60 estudantes angolanos que vão se beneficiar da edição de 2022 do programa “Seeds for the Future”, um programa global de responsabilidade social corporativa da Unitel e a Huawei, e que tem como objectivo capacitar os melhores estudantes universitários nas mais avançadas tecnologias de informação e comunicação (TIC).

Segundo o que foi revelado, os estudantes universitários vão ter aulas durante uma semana, em formato digital, via Skype, totalmente tecnológica com acesso às redes de banda larga fixa e móvel, com incidência ao 5G e informática em nuvem.

O plano curricular das aulas vão incidir sobre vários temas tecnológicos, como a internet das coisas, cidades inteligentes, entre outras problemáticas fazem parte do programa da formação.

Para Cecília Fernandes, gestora para área social e cooperativa da Unitel, falando na cerimónia de abertura do programa, frisou que o objectivo é dotar os participantes de práticas e prepara-los em matéria de conhecimento tecnológico.

A gestora explicou ainda que através da plataforma online, os estudantes poderão visitar o campo de Shinzen, na China, e trocar experiências com outros estudantes. Explicou ainda que os critérios para adesão à formação foram vários, a destacar o limite de 30 anos de idade, conhecimento intermédio de inglês, uma média não inferior a 14 valores nas áreas de tecnologias de comunicação e informação.

Já Nilton Roque, diretor de Relações Públicas e Institucionais da Huawei, também falando no evento, salientou que o curso está orçado em 120 mil dólares americanos por cada estudante e é extensivo a todos os países onde a empresa tem representações.

MAIS: Unitel abre candidaturas para formação de estudantes na Huawei

Disse que o custo deste ano é relativamente mais baixo, avaliado em 20 mil dólares por participante, por estar a ser ministrado por via virtual, onde a liderança, gestão e a questão intercultural fazem parte do programa de formação.

Segundo o responsável, este ano, os  angolanos fazem parte do grupo dos polacos, congoleses democráticos e chineses.

O programa Seeds for the Future está desenhado para proporcionar aos estudantes universitários uma experiência de imersão cultural e de introdução ao mandarim em Pequim- China, bem como uma visita ao campus da Huawei em Shenzhen, onde os estudantes poderão experienciar o ambiente de trabalho de uma gigante na área das tecnologias de informação e comunicação.

Desde 2020, a organização decidiu reprogramar para o critério virtual, ou seja, promover uma viagem à China no formato virtual, via Skype, para 60 estudantes universitários angolanos, que este ano começou no dia 21 de novembro.

Na ocasião, o Secretário de Estado para as Telecomunicações Tecnologia de Informação, Pascoal Fernandes, reiterou o papel fundamental das tecnologias no país por contribuir para a melhoria de vida das populações.

Congratulou-se ainda com o programa “Sementes do Futuro de Angola” por contribuir para formação dos jovens.

Por seu turno, o Presidente do Conselho Executivo, Miguel Geraldes, asseverou que o compromisso da Unitel é o de renovar a formação para ajudar na superação das áreas de tecnologias avançadas.

Para o diretor da Huawei, Chu Xiaoxin, o programa visa capacitar o desenvolvimento de ecossistemas locais de talento das TIC, assim como promover a partilha de conhecimento e encorajar os jovens de diferentes países e regiões a participar na construção de comunidades digitais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui