Instagram vai enviar alertas de crianças desaparecidas

487

O Instagram é uma das redes sociais preferida dos mais novos. Também é onde a imagem vale mais que mil palavras. Como tal, a partir desta semana, o Instagram começará a exibir alertas de crianças desaparecidas ou raptadas perto da localização do utilizador.

Esta é uma extensão dos alertas conhecidos como AMBER (America’s Missing: Broadcast Emergency Response) que, embora tenha nascido nos EUA nos anos 90, é agora implementada em mais de vinte países.

Quando uma criança desaparece e o desaparecimento é considerado de alto risco (como no caso de um rapto), a polícia local pode emitir um alerta para todos os telemóveis de uma determinada área com uma descrição da criança, do raptor e detalhes de um veículo envolvido.

Os smartphones têm normalmente a opção de receber tais alertas ativados por predefinição, embora possam ser desativados. Agora estes alertas aparecerão também dentro da aplicação Instagram, com fotos, se existirem.

O objetivo é chamar a atenção dos utilizadores que tenham desativado outros sistemas de alerta ou que não prestem atenção a mensagens de texto e outras notificações. Um botão dentro do alerta permitirá o contacto direto com as forças policiais.

MAIS: Rússia já possui a sua alternativa ao Instagram: o Rossgram

A empresa Meta utilizará diferentes indicadores para determinar quem vê estes alertas, mesmo que a aplicação não tenha permissão para saber a localização exata do telemóvel. O número IP ou a cidade onde o utilizador está registado será utilizado para determinar quais os alertas que recebe.

O Facebook tem esta funcionalidade incorporada desde 2015, mas a Meta pretende agora adicioná-la ao resto das suas redes sociais. Dado que os utilizadores passam, em média, mais tempo no Instagram do que no Facebook, é provável que os alertas sejam mais úteis no Facebook.

A notificação de Alerta AMBER começará a funcionar em 25 países nas próximas semanas, embora Angola não se encontre entre eles neste momento. Os países onde será ativado o serviço são Argentina, Austrália, Bélgica, Bulgária, Canada, Equador, Grécia, Guatemala, Irlanda, Jamaica, Coreia do Sul, Lituânia, Luxemburgo, Malásia, Malta, México, Holanda, Nova Zelândia, Roménia, África do Sul, Taiwan, Ucrânia, Reino Unido, Emirados Árabes Unidos e Estados Unidos.

A Meta refere que está atualmente a trabalhar para este serviço chegar a muitos outros países.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui