Microsoft aconselha usuários do Windows 7 a mudarem para o 10

1187

285348_adaptiveresize_580x315

A Microsoft já advertiu que o Windows 7 já chegou ao fim do suporte base, mas pelos vistos muitos usuários que ainda usam têm ignorado este facto, por se sentirem ainda na sua zona de conforto e alguns por não terem gostado muito do Windows 8 e nem pensam aderir o Windows 10 por motivos pessoais.

É de conhecimento que o Windows 7 encontra-se instalado em 55% dos computadores em todo mundo, Mas pelos vistos a Microsoft decidiu dar mais um empurrão neste assunto aconselhando assim os usuários  mudarem-se Windows 10.

A Microsoft considera arriscado o continuo uso do Windows 7, isso segundo a problemas relacionados  à compatibilidade de hardware, software e segurança do usuário na qual a Microsoft vai parar de prestar assistência. Para que conste o Director de Marketing da Microsoft, Chris Capossela, reafirmou a posição da empresa e declarou que os usuários que optarem pela utilização do Windows 7 devem fazer isso “por sua conta e risco”.

Mas algumas opiniões vêm contrariar esta afirmação da Microsoft, relatando que o Windows 7 não é menos seguro que o Windows 10 e não menos compatível com o mais recente hardware e software. Uma vez que tem uma maior quota de mercado, o Windows 7 é uma prioridade para os desenvolvedores e tem uma melhor compatibilidade com periféricos.

Até ao final de Dezembro, o Windows 10 tinha atingido a marca de 10% no mercado Angolano. O Windows 7 continua a dominar com 48%. O Windows XP tem agora menos de 3% de utilização em Angola. Parece que resultou a estratégia do upgrade gratuito da Microsoft.

Acha correcto este Conselho da Microsoft?