Microsoft vai separar o Teams do Office

1740

A Microsoft anunciou que a plataforma de colaboração Teams vai deixar de estar integrada nos pacotes de produtividade Office 365 e Microsoft 365, isto após uma queixa da rival Slack ter levado a Comissão Europeia a lançar uma investigação à tecnológica de Redmond.

Serve recordar que a Microsoft já havia indicado no começo do ano que o Teams deixaria de estar integrado nestes pacotes de serviços, não especificando, todavia quando é que a separação aconteceria. Entretanto, em julho, a investigação da Comissão Europeia procurou perceber se esta prática da Microsoft violava as regras da União Europeia para a concorrência.

MAIS: Microsoft Teams alvo de ataques de hackers ligados à Rússia

A investigação parece ter levado a Microsoft a tomar uma decisão, com a empresa norte-americana a partilhar uma publicação na respetiva página de blogue.

Reconhecemos a nossa responsabilidade como uma grande operadora de tecnologia a apoiar um ambiente competitivo saudável, pode ler-se na publicação da Microsoft. Agradecemos a clareza que surgiu em várias das preocupações das extensas e construtivas discussões com a Comissão Europeia. Com esta clareza, acreditamos que é importante começarmos a tomar passos significativos para lidar com estas questões.

A Teams passará a estar disponível para assinar individualmente a partir do dia 1 de outubro e por 5 euros por mês (cerca de 4.500 kwanzas), ou 60 euros por ano (53 mil kwanzas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui