MINTTICS vai aumentar a sua participação na criação da produção de conteúdos nacionais

795

O Ministério das Telecomunicações,Tecnologia de Informação e Comunicação Social (MINTTICS) vai aumentar a sua participação no desenvolvimento da produção nacional de conteúdos e a sua disponibilização na grelha das plataformas de distribuição de conteúdos e estações de televisão no país.

Essa informação foi revelada pelo Secretário de Estado para a Comunicação Social, Nuno Caldas Albino, informando que o MINTTICS vai trabalhar com os parceiros para encontrar melhores vias que permitam maior absorção dos conteúdos nacionais nas plataformas, canais e estações de TV .

Nuno Caldas, que falava durante um seminário “Sobre produtores de Conteúdos”, que teve como plano de funco aproximar as empresas que operam no sector de produção e canais de conteúdos em Angola, sublinhou que seu Ministério irá, de igual modo, reforçar o programa de capacitação e treinamento dos produtores e produtoras.

Para o Secretário, a ideia é reunir num mesmo espaço os diversos agentes que interagem no processo produção versus divulgação dos conteúdos nacionais, de modo a afigurar uma oportunidade de singular importância em prol dos esforços para impulsionar o mercado nacional de produção criativa.

A divergência ou diferença de abordagem e pontos de vista não favorece o desenvolvimento da produção de conteúdos nacionais, nem proporciona a disponibilização destes produtos ao público, deixando os consumidores á mercê dos conteúdos estrangeiros”, referiu.

MAIS: Webinar para jornalistas aborda produção de conteúdos em múltiplas plataformas com Neusa e Silva

O Gestor público acrescentou ainda que este seminário se propôs juntar as plataformas de distribuição, demais canais e as estações de televisão com os produtores e produtoras de conteúdos, visando o debate dos aspectos estranguladores desse mercado e a busca de pontos convergentes que levem a promoção e desenvolvimento do mercado da produção de conteúdos e incentive a sua divulgação.

Por fim, Nuno Caldas sublinhou que a análise das disposições legais sobre os procedimentos de legalização da actividade das empresas do sector da comunicação social propiciará conhecimentos, que podem ajudar quem ainda se encontra em contravenção à lei, a tomar as providências necessárias para sair dessa situação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui