[MWC 2019] Huawei investe nos smartphones dobráveis, com o lançamento do Mate X

1008

A equipe do MenosFios está na MWC 2019 em Barcelona com o apoio da TVCABO e Kambarico.


No artigo de antevisão do MWC 2019, avisamos: 5G e smarphones de todos os modelos, dobráveis eram uma “opção de marketing” para as grandes companhias.

Alguns dias antes do frenesim da MWC, a Samsung apresentou o Galaxy Fold. Agora, a empresa chinesa, Huawei veio mostrar que a Samsung não e a única a investir nesse tipo de dispositivo:  Huawei Mate X.

Este dispositivo dobrável, tem um sistema apelidado pela Huawei de “dobradiça de asa de falcão” e um ecrã exterior flexível. O Huawei Mate X possui um ecrã flexível que se abre para fora em vez de ser para dentro, a Huawei não precisou adicionar um terceiro ecrã como a Samsung fez com o Galaxy Fold.

No smartphone da chinesa quando o ecrã de 8 polegadas (2480 x 2200) do Mate X está fechado, ele simplesmente se transforma em dois ecrãs na frente e atrás, medindo 6,6 polegadas e 6,38 polegadas (maior do que as 4,6 polegadas do Galaxy Fold)

Se ainda está confuso:

Ecrã principal: 6,6 polegadas (19.5:9) – quando smartphone está dobrado
Ecrã secundário: 6,4 polegadas (25:9) é ecrã traseiro, quando dobrado.
Smartphone aberto: 8 polegadas.

Para quem vai comparar o Mate X com o Galaxy Fold, o dispositivo da Huawei não tem o recorte no ecrã (o famoso Notch) em nenhuma parte de seu corpo e a Huawei conseguiu reduzir o número de câmeras, usando quatro em vez das seis do Galaxy Fold, com duas na parte traseira independentemente de ele estar dobrado ou aberto. Com 5.4mm, o Mate X é também mais fino do que o Fold e o iPad Pro. A Huawei faz questão de deixar claro nas publicidades.

Especificações técnicas

Começando do mais importante para dispositivos com ecrãs “gigantes”, a bateria tem 4.500 mAh. O processador é o potente Kirin 980. Há um botão único ligar /leitor de impressão digital. Falamos em 5G, certo? O modem Balong 5000 5G garante isso. Segundo a Huawei, com o smartphone se pode fazer o download de um filme de 1 GB em menos de três segundos. Durante o evento a companhia chinesa fez bastantes comparações, quando ao 5G, deixou claro que teria taxas de download de 4 Gbps, que garante ser o dobro da velocidade do modem 5G Snapdragon X50, da Qualcomm.

Carregamento super rápido!

O Huawei Mate X tem um carregador de 55 Watts. Sim, 55 Watts! Prometendo carregar o smartpone de zero a 85% em apenas 30 minutos. O que existe mais próximo desse valor na actualidade? Quick Charge 4.0, da Qualcomm, de 27Watts.

É de manuseio fácil?

Segredo bem guardado. A Huawei manteve o Mate X dentro de uma “caixa forte” durante o seu evento de imprensa no MWC 2019.

Até agora todo mundo reparou num detalhe: há uma leve ondulação no ecrã, se olhar o smartphone na horizontal, vendo de frente a ondulação é praticamente impercetível.

Preço

O preço revelado até ao momento é de 2.300 Euros para a versão de 8 GB de RAM e 512 GB de armazenamento. Mais caro do que o concorrente Galaxy Fold, da Samsung.

Exploradores merecem crédito!

Nas redes sociais podemos acompanhar as reacções mistas em relação ao lançamento dos dois smartphones dobráveis, o Galaxy Fold e Mate X. Há que ter em conta que, por enquanto, as companhias estão a fazer uma prova de conceito, mostrando que os fabricantes estão dispostos a quebrar barreiras. Tal como tantas outras tecnologias pioneiras, os dispositivos dobráveis podem dar certo ou extremamente errado. Caberá as empresas encontrarem formas úteis de aplicar a tecnologia e… muito trabalho de marketing para convencer às pessoas que precisam gastar tanto dinheiro para ter um smartphone super diferente.

Não acompanhou o lançamento? Trazemos aqui de novo: