[MWC 2023] Matsuko quer revolucionar o uso de hologramas

1660

MATSUKO, a empresa criadora da solução software em tempo real para a presença holográfica, prometeu grandes melhorias no Mobile World Congress 2023 (MWC). A empresa quer que os utilizadores saiam das chamadas convencionais de voz e vídeo e tenham uma representação 3D da pessoa com quem estão a falar, melhorando assim a interação.

A operadora Telefonica, em parceria com a Matsuko implementou uma cabine para gerar a representação holográfica em tempo real.

Para atingir este objetivo, a empresa cooperou com outras pesos-pesados da indústria, incluindo as empresas globais de telecomunicações.

No MWC 2023, a MATSUKO mostra a experiência holográfica melhorada em resolução, framerate, latência e largura de banda utilizando a API de rede 5G fornecida pela Deutsche Telekom e pela Orange, registada durante as chamadas holográficas em tempo real. Estas melhorias de alta qualidade são uma evolução do projeto da primeira fase realizado com a Deutsche Telekom, Orange, Telefónica e Vodafone.

MATSUKO, Deutsche Telekom, Orange, e T-Mobile US também coorganizaram a primeira chamada holográfica transatlântica em tempo real em janeiro de 2023 para medir os parâmetros melhorados da chamada holográfica no âmbito do Programa 5G Early Access da Deutsche Telekom e T-Mobile. A qualidade holográfica muito melhorada durante as chamadas em tempo real, foi conseguida graças à rede 5G, às APIs Quality on Demand e Edge Cloud e ao seu impacto na latência e largura de banda.

A Telefónica e a Vodafone estão também a testar as chamadas holograficas de alta qualidade, preparando o serviço para ser interoperável e integrado com vários dispositivos e serviços XR (Realidade Estendida).

As empresas de telecomunicações estão interessadas na solução MATSUKO, uma vez que utiliza apenas câmaras para transmitir hologramas em tempo real, criando a sensação de que as pessoas estão todas juntas, trazendo a presença física para a comunicação remota.

Operadoras africanas envolvidas?

Até ao momento nenhum empresa Africana está a implementar a tecnologia, mas partindo do princípio que a Orange opera em 16 países em África, não tardará e os frutos desta parceria começarão a surgir para o nosso mercado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui