A Nokia pretende estabelecer relações com empresas nacionais de telefonia

2868

nokia

A Nokia, empresa multinacional finlandesa de telecomunicações e tecnologia, pretende estabelecer relações com as empresas operadoras  de telefonia existentes no país no intuito de  promover tecnologias que permitam transportar dados de maneira mais eficiente e mais barata.

A empresa finlandesa, manteve uma reunião na semana passada em Luanda, com as empresas de telecomunicações em Angola, para que juntos possam encontrar soluções e fazer com que a Nokia, começa a oferecer a sua gama de produtos no mercado nacional, que vai trazer uma certa inovação bem como desenvolver serviços de qualidade e redução de preços nas vendas para os usuários.

Ricardo Silva, director de redes da Nokia para o Médio Oriente e África, disse que há necessidade em aumentar a sua presença com colaboração das empresas de telecomunicações nacionais, nomeadamente, Unitel, Movicel e Angola Telecom, com o intuito de estender os laços comerciais e os investimentos e porque Angola é um país estratégico para a empresa finlandesa.

De acordo com o responsável, a Nokia possui muitos produtos relacionados com a parte fixa, redes, para promover a conexão de dados no sentido de funcionar mais rapidamente e ajudar a população a conectar-se mais célere e ter um serviço de quarta e quinta Geração.

“Todo o produto produzido pela Nokia tem como função transportar os dados de maneira mais eficiente, por isso, primamos pelas tecnologias mais avançadas para transmitir mais dados num reduzido espaço de tempo” – Ricardo Silva.

Segundo o mesmo, anteriormente a Nokia era uma empresa de telefones e redes. Mas foi vendida a área de telefones para a Microsoft, há cinco anos. Por tanto, a empresa hoje conta com cinco unidades de negócios, nomeadamente aplicações analíticas, redes Hi Fi, fixa e tecnologias.

Enrique de Vale, o responsável de vendas para a área de negócios para o médio Oriente e África, reiterou que a Nokia pretende mostrar novas capacidades para ajudar as operadoras angolanas e identificar novas soluções.

O MenosFios, não poderia deixar de salientar que, a evolução dos sistemas de informação mostra um novo caminho para indústria da tecnologia e de telecomunicações em Angola. São vários, os factores e tendências que têm contribuído bastante para mudanças significativas e dinâmicas, a globalização, a função e propósitos múltiplos das organizações. O mercado nacional, ainda espera minimizações em termos de custos e bem como as convergências de redes.

Esperamos que essa reunião realizada entre a Nokia e as operadoras de telefonia no país, possa realmente ser um passo importante para o mercado das telecomunicações em Angola.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui