Psicólogo angolano adverte contra o constante uso das redes sociais

0
1446

O psicólogo angolano Pedro de Castro Maria é da opinião que os angolanos deve redobrar a vigilância no tempo que passam nas redes sociais, falando em entrevista para ANGOP.

O excessivo uso das redes sociais pode criar problemas de foro físico e psico emocionais”, alertou o académico.

Para De Castro Maria, nos últimos tempos tem aumentado a preocupação pelo tempo que os angolanos passam nas redes sociais, justamente por se notar que, em Angola, a “febre” por espalhar boatos ocupa espaço privilegiado, não importando o estatuto ou a classe social.

Segundo o psicólogo, o muito tempo nas redes sociais pode levar os adolescentes angolanos a distracção social, furtando-se de alguns compromissos importantes da vida, como o fraco desempenho nos estudos e a fraca sociabilidade.

Acrecentou ainda que os adolescentes que fazem o mau uso das redes sociais acabam se afastando dos ambientes familiares, alertando para o perigo com o contacto com pessoas com intenções duvidosas e se tornarem vítimas de crimes.

MAIS: Papa diz que jovens estão nas redes sociais, mas são pouco sociáveis

Embora seja muitos os casos maléficos que podem advir do mau uso das redes sociais, De Castro Maria não esqueceu também os ganhos no uso das redes sociais, nomedamente o início de boas relações e contribuir no processo de ensino e educação.

O especialista chama também a atenção das famílias para a criação de momentos íntimos para que o uso excessivo da tecnologia seja evitado.

Refeições em família, horários de descanso e actividades com amigos e famílias devem ser momentos de lazer para adolescentes e adultos”, afirmou Pedro de Castro Maria .

Por fim, o psicólogo apelou a sociedade civil angolana, principalmente aquelas voltadas na acção educativa, para que consigam ajudar os adolescentes a criarem valores positivos na sociedade, designando uma abordagem aos  problemas sociais, escolhendo o que é bom nas ferramentas sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here