SACS seleccionado pela Vodacom como a rota directa para o seu Ponto de Presença em Miami

457

Sem sombras de dúvidas que, o Sistema de Cabos do Atlântico Sul (SACS) colocou África no centro da troca de tráfego entre América Latina, Europa e o Oriente, com este progresso, a multinacional angolana abriu uma importante janela de oportunidade à partilha de conteúdos digitais.

A prova disso é que, o SACS da Angola Cables, o primeiro cabo transatlântico que liga Angola ao Brasil, foi seleccionado pela Vodacom como a rota directa para o seu Ponto de Presença (POP) em Miami, Estados Unidos da América. A operadora de telecomunicações da África do Sul anunciou recentemente, o facto realçando que o sistema de cabos SACS fornece uma rota melhor e mais económica para os seus clientes, com uma redução de latência comprovada de até 40%.

Segundo Guy Clarke (Director administrativo da Vodacom Business International), disse estar feliz com as oportunidades que o investimento da Angola Cables oferecerá à Vodacom e aos clientes. O acesso a essa infraestrutura crucial no Atlântico permitirá o bom funcionamento de vários negócios aplicativos e serviços em todos os continentes”.

Já António Nunes (Presidente do Conselho de Executivo da Angola Cables), afirmou que a escolha é uma forte confirmação do trabalho desenvolvido até hoje e que foi bem recebido pelo mercado em termos de confiabilidade e desempenho da rede SACS.

Desde que entrou em operação comercial, há pouco mais de um ano, o Sistema de Cabos do Atlântico Sul (SACS) forneceu um elo crítico entre África e as Américas, e o elo mais directo e de baixa latência para a troca de dados e serviços de conexão de alto desempenho.