Empresas sul africanas poderão participar no concurso para quarta operadora

1068

O Governo abriu no dia (30/09/2019) o novo concurso para eleger a quarta operadora de telecomunicações do país. O primeiro concurso foi anulado após polémica que envolveu a empresa Telstar, bem como a desistência da empresa sul africana MTN.

Mas parece que agora a ideia é contornar a situação, visto que Angola promove desde esta segunda-feira, na África do Sul, sessões internacionais de apresentação dos Termos de Referência para atribuição de licença a quarta operadora dos serviços de comunicações electrónicas em solo angolano.

De acordo com uma nota de imprensa da Embaixada de Angola na África do Sul, a primeira sessão ocorreu esta segunda-feira, em Joanesburgo, e seguir-se-ão outras duas, nomeadamente nas cidades Pretoria (26/11) e Centurion (27/11). Nessas sessões, estão a ser apresentadas as estratégias do Governo de Angola na promoção de investimentos em infraestruturas de telecomunicações, bem como em capital humano para dinamizar a oferta de melhores produtos e serviços para os cidadãos.

Que empresas sul africanas poderão participar?

O Concurso Limitado por Prévia Qualificação já  foi apresentado MTN, ao que se seguirão outras duas empresas, nomeadamente a SA TELKOM e a AFRICELL.

Segundo informações, a MTN  mostrou-se particularmente interessada em saber as faixas de espectro disponíveis para poder apresentar um serviço moderno e inovador, em banda larga, que abarcará telefonia móvel, Internet, televisão por cabo, Mobile Money (soluções de pagamentos, recepção e transferências por telemóvel), entre outros.