Secretário de Estado incentiva jovens angolanos a contribuírem para o desenvolvimento do país

0
694

O Secretário de Estado para as Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Mário Augusto, incentivou, na capital do país, Luanda, os jovens angolanos a contribuírem para o desenvolvimento do país.

Mário Augusto deu esse impulsionamento durante a abertura do festival “ReMA For Tics”, no final de Dezembro, cerimónia essa que voltou a provar que os jovens do país têm se dedicado em desenvolver projectos e ideias em prol da erradicação da fome e da pobreza.

Segundo o que a redacção do MenosFios apurou, o “ReMA For Tics” (ReMA fomento das Tics), é um evento organizado pela Rede Nacional de Mediatecas de Angola, e que tem como objectivo sensibilizar sobre o impacto da valorização das capacidades intelectuais de todas as pessoas.

Ainda na abertura, o Secretário de Estado agradeceu a todos os parceiros nacionais e internacionais que têm dado um contributo significativo na promoção de actividades e formação, no sentido de oferecer maiores oportunidades aos jovens, em diversas áreas como empreendedorismo, inovação, artes e cultura.

O país tem uma juventude que quer o desenvolvimento da nação”, disse Mário Augusto.

MAIS: Governo prepara infraestrutura para assegurar assinatura digital

De informar ainda que “ReMA For Tics”  serviu também para despertar o interesse juvenil pelas Tecnologias de Informação e Comunicação (Tics), inovação social, bem como empreendedorismo sócio-cultural e o princípio de partilha de conhecimento entre jovens nacionais.

A Mediateca de Luanda foi o local escolhido para albergar a abertura, com presenças de mais duas centenas de jovens, onde puderam trocar impressões sobre diversos assuntos e áreas, obedecendo sempre as medidas de biossegurança que foram impostas no país, devido a pandemia da Covid-19.

A Rede de Mediatecas de Angola é um projecto do Governo Angolano, com o objectivo de dotar o país de um conjunto de infraestruturas que permitam apoiar a população ao nível da educação, tecnologia, ciência, cultura e arte.

A ReMA abriu já 8 Mediatecas, em Benguela, Huambo, Soyo (província do Zaire), Lubango (Huíla), Saurimo (Lunda Sul), Cunene e Luanda com duas Mediatecas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here