Sector das telecomunicações em Angola contribuiu com 1,76% para o PIB em 2017

797

A Balança de Pagamentos, divulgada pelo Banco Nacional de Angola, indica que o PIB em 2017 foi de 125,2 mil milhões USD. Cruzando os dados do Instituto Nacional de Estatísticas com os do BNA, Subtraindo os quase 2% correspondentes às telecomunicações e correios, em 2017, terão contribuído com 2,5 mil milhões USD para o PIB.As 17 empresas de telecomunicações a operar no mercado contribuíram com 1,76% para o Produto Interno Bruto em 2017, equivalente a aproximadamente ao valor acima referenciado. Os dados provisórios do INE divulgados na semana passada indicou a percentagem bem como o valor que os serviços de telecomunicações contribuíram para o Produto Interno Bruto (PIB).

O sector das telecomunicações é dos maiores motores da economia e dos mais lucrativos da actividade económica.O Instituto Nacional de Estatística demonstra que o sector das telecomunicações registou um crescimento vigoroso em 2009, 2011 e 2013, sendo que nos anos subsequente, a par de boa parte da actividade económica em Angola, o crescimento foi moderado ou negativo, principalmente em 2015 e 2016, anos em que cresceu menos 0,25% e 5% respectivamente. De acordo com o INE, em 2016, face ao crescimento negativo da actividade económica, o PIB também registou uma variação negativa de 2,58% e 0,15% em 2017 respectivamente.É importante ainda salientar que, o sector de extracção e refinação de petróleo e o sector de comércio geral continuam a ter o maior peso na contribuição para a riqueza nacional, revelando, assim, que a diversificação económica continua uma miragem.

Com base nos dados do INE, em 2017 o sector petrolífero contribuiu com 20,93% do PIB, o comércio 17,91% e a construção 13,61%. Os outros sectores da actividade económica tiveram um contributo abaixo de dois dígitos para o Produto Interno Bruto.