Tanzânia passa a exigir registo biométrico na compra de cartões SIM

2427

SIM

Lembram-se dos dias de pânico em que as operadoras em Angola solicitaram o registo de todos os cartões SIM, sob o risco de ser bloqueado o número ? Sim, agora imagine se esse registo exigir que os utilizadores estejam no local e forneçam uma prova biométrica?

A Tanzânia começou a exigir registo biométrico de cartões de módulo de identificação do assinante (SIM), numa primeira fase com os utilizadores das empresas de telecomunicações na cidade capital Dar Es Salaam.

O novo sistema – que está sendo encabeçado pela Autoridade Reguladora das Comunicações da Tanzânia (TCRA), inicialmente como um exercício piloto – exige que os clientes forneçam impressões digitais como prova de identidade para completar os processos de registo.

Actualmente, tudo o que é necessário para registar um cartão SIM é um cartão de identidade – independentemente de quem é o titular / proprietário – e garantias verbais de que a pessoa cuja foto aparece no ID é a pessoa que deseja fazer o registo. Este é o mesmo procedimento usado em Angola.

Como as empresas de telefonia móvel estão cada vez mais a procura de clientes, têm pulado passos importantes na verificação completa de antecedentes para fornecer uma prova de identidade. Isso abriu o caminho para o aumento do número de fraudes, provocando grandes perdas financeiras.

Falando durante o lançamento do exercício de registo biométrico, o diretor-geral da TCRA, James Kilaba, disse o seguinte:

o sistema de registo que está ser eliminado foi que os agentes desonestos e outros elementos criminosos se uniram para explorar ilegalmente as lacunas existentes.

Os criminosos estão a usar identidades falsas para registar cartões SIM, que são utilizados para perpetrar crimes como fraude e abuso verbal e ameaças contra membros desavisados ​​do público – entre outros incidentes. Esse novo sistema facilitará a identificação desses elementos “, afirmou o chefe da TCRA.

A grande questão: será que em Angola o actual sistema de registo é eficiente? Devemos tomar medidas semelhantes à da Tanzânia?