Truecaller revela os países mais afectados por spam do mundo

844

A plataforma Truecaller divulgou na passada semana, as conclusões do seu relatório Truecaller Insights, uma análise dos 20 principais países afectados por SMS e chamadas de spam em 2019. A terceira edição do relatório destaca que incômodos e chamadas não solicitadas continuam a aumentar em todo o mundo.

O estudo revelou que os 1,7 milhão de usuários activos diários do aplicativo Truecaller recebem um total de 25 chamadas de spam por mês, um aumento de 20% em relação às descobertas do ano passado.

Este ano, a Truecaller também analisou as tendências de SMS de spam em todo o mundo e conseguiu identificar os 20 principais países que recebem mais spam. Os dados mostram que os principais países que recebem mais spam via SMS são os mercados emergentes.

Em 2019, o Truecaller ajudou a identificar 8,6 bilhões de SMS de spam em todo o mundo.

Os etíopes estão a receber o maior número de SMS de spam no mundo, com uma média de 119 SMS por mês. Os sul-africanos estão em segundo lugar, com uma média chocante de 114 SMS de spam recebidos todos os meses. As chamadas fraudulentas continuam a ser uma grande ameaça para os consumidores na África do Sul (39%).

Em 2019, a Truecaller ajudou os seus usuários a bloquear e identificar 26 bilhões de chamadas de spam, um aumento de 18% em relação ao ano passado. Além disso, eles ajudaram a identificar 116 bilhões de ligações desconhecidas, um aumento de 56% em relação ao ano passado.

  • Os 5 principais mercados para receber as chamadas relacionadas com mais fraudes do mundo são: Malásia (63%), Austrália (60%), Líbano (49%), Canadá (48%) e África do Sul (39%).
  • Os EUA continuam na lista dos 10 principais países com mais spam do mundo. O mercado registrou um aumento de 7% nas chamadas de spam em comparação com o ano passado.

O relatório completo pode ser encontrado aqui

FONTETruecaller
COMPARTILHAR
Artigo anteriorTerceira operadora móvel: Angorascom começa a funcionar em 2021
Próximo artigoAngola Cables firma parceria com a Vox
Daniel Afonso Geto Estudante de Engenharia de redes e telecomunicações escreve sobre tecnologia precisamente por ser a sua área de formação, ser algo que ama fazer e para si é um previlegio fazer parte do maior site angolano de notícias ligadas à TIC.Partindo do princípio, parar é morrer, é também detentor das certificações: Administração de Redes, CCNA Routing, CCNA Switching e CCNA Security.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here