Trump acusa a Apple de se recusar a desbloquear os iPhones dos criminosos

0
893

Os problemas entre a Apple e o governo americano relativamente a desbloqueios de iPhones não é de hoje, o Presidente Donald Trump publicou um tweet que pode transformar uma situação complicada em um confronto directo entre a Apple e o Departamento de Justiça dos EUA – afirmando efectivamente que a Apple se recusa a cumprir seu dever patriótico de desbloquear dois iPhones relacionados ao tiroteio do mês passado em uma base naval em Pensacola, Flórida.

O procurador-geral dos EUA, William Barr, acusou a Apple da mesma coisa, dizendo que a empresa de tecnologia não havia prestado “assistência substantiva” ao FBI para desbloquear os telefones dos atiradores.

A Apple diz que, desbloquear um iPhone significa enfraquecer todos os iPhones.

Para começar, a Apple alega que tem ajudado continuamente o FBI com os telefones do referido tiroteio, fornecendo dados armazenados em backup dos telefones para os servidores iCloud e informações da conta, como relatamos ontem. A Apple diz que entregou gigabytes de dados aos investigadores e responde a cada solicitação em questão de horas. A Apple também sugeriu que o FBI parecia estar satisfeito até apenas oito dias atrás, dizendo que “o FBI só os notificou no dia 6 de Janeiro que precisava de assistência adicional – um mês após o ataque“.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here