Twitter vai processar Elon Musk por violar acordo de compra da rede social

0
520

Na semana passada o bilionário anunciou que estava a tentar retirar-se do contrato de compra da rede social, com o argumento que o Twitter se recusou a fornecer informações sobre contas de spam e bots.

Twitter está a processar o gigante da tecnologia Elon Musk de forma a exercer pressão para que este se comprometa com a sua oferta de compra da empresa por 54,20 dólares por ação, num total de 44 mil milhões de dólares.

Num documento da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) emitido na semana passada Musk anunciou que estava a tentar retirar-se do contrato de compra da rede social com o argumento que o Twitter se recusou a fornecer informações sobre contas de spam e bots, refere a NBC.

MAIS: Analistas apontam vantagem do Twitter na batalha com Musk nos tribunais

Esta terça-feira, o Twitter acusou Musk de violar o acordo de compra, ao mesmo tempo que fez com que o preço das ações da empresa caíssem.

Aparentemente, Elon Musk acredita que – independentemente de todas as outras partes sujeitas à lei contratual de Delaware – é livre para mudar de ideias, destruir a empresa, interromper as suas operações, destruir o valor do acionista”, afirma a rede social.

O Twitter, cuja sede fica em São Francisco, está a processar Musk em Delaware, onde seus negócios estão registados e onde muitas ações civis envolvendo empresas são frequentemente ouvidas.

O processo deverá agora seguir um longo caminho judicial para determinar se o Twitter pode forçar Musk a fechar o acordo e tornar-se seu proprietário, ou pelo menos fazê-lo pagar os mil milhões de dólares estipulados como taxa de rescisão no acordo original.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui