Vodacom Angola tem acordo para vender todos os seus recursos e operações para a ITA

0
3407

O Grupo Vodacom anunciou hoje que celebrou um acordo com empresa Internet Technologies Angola (ITA), o maior fornecedor independente de telecomunicações empresariais em Angola. Nos termos do acordo, o ITA irá adquirir as operações e activos angolanos da Vodacom Business Africa. As duas entidades estão em processo de conclusão dos acordos necessários, que estão sujeitos às aprovações das autoridades reguladoras nesses mercados. Os termos financeiros da transacção permanecem confidenciais.

A transacção apoia a estratégia empresarial do Grupo Vodacom em África, que foi redireccionada para crescer e fortalecer seu negócio principal. Ele não servirá mais directamente aos clientes corporativos globais nesses mercados, mas continuará a operar como um provedor de redes de telecomunicações pan-africanas por meio de acordos de provedores de serviços locais.

Esta transacção faz parte do reposicionamento estratégico anunciado hoje pela Vodacom das suas operações na Vodacom Business Africa que acabará por resultar em três acordos distintos de fornecedores de serviços envolvendo as suas empresas na Nigéria, Zâmbia, Angola, Gana e Costa do Marfim.

Segundo Shameel Joosub (CEO do Vodacom Group).  “A Vodacom tem uma visão clara para fortalecer nossa posição como um dos principais negócios pan-africanos e trabalhará com provedores de serviços locais para crescer nesses mercados. Crucialmente, a Vodacom não está a sair de nenhum dos territórios relacionados a essa transacção e continua focada em continuar prestando serviços excepcionais a nossos clientes globais e multinacionais nesses mercados por meio de acordos comerciais de longo prazo. Para apoiar o crescimento sustentável das economias digitais pan-africanas e construir sociedades conectadas, a Vodacom continuará, através de fornecedores de serviços locais, a prestar serviços aos clientes em cada mercado.”

O novo modelo de parceria é mais adequado para a economia digital. Irá encorajar uma maior colaboração local e posicionar a Vodacom como um dos principais motores do crescimento económico no continente. Também fornecerá aos clientes pan-africanos a oportunidade de acessar divisões de negócios especializados, como o negócio de Internet das Coisas da Vodacom, bem como sua subsidiária Mezzanine, um provedor de soluções para empresas móveis e empresas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here