Amazon começa a testar sistema de internet por satélite em 2023

1811

O Project Kuiper, a iniciativa da Amazon para competir com a Starlink e a OneWeb no fornecimento de acesso à Internet na Terra por satélite, está em marcha. A gigante tecnológica planeia lançar dois satélites de teste, os Kuipersat-1 e Kuipersat-2, no início do próximo ano. O objetivo destes primeiros lançamentos é testar a tecnologia com dados obtidos na órbita terrestre, dados esses que “vão ajudar a finalizar os planos de design, de lançamento e operacionais para o nosso sistema comercial”.

No ano passado, a Amazon tinha anunciado a intenção de fazer estes lançamentos com os foguetões de uma empresa chamada ABL Space Systems, prevendo-os para o último trimestre deste ano. Agora, os planos mudaram para a United Launch Alliance (ULA) e tiveram de ser adiados para o início de 2023, noticia o The Verge.

A construção dos satélites ainda não está finalizada, com a Amazon a comunicar que terminará antes do fim do ano. Por outro lado, também o foguetão Vulcan da ULA só deverá estar concluído em novembro e deverá realizar alguns testes em dezembro.

MAIS: Amazon está pronta para penetrar no mercado africano

A ULA tem alguma pressão para fazer dois lançamentos do Vulcan até ao fim do próximo ano, de forma a poder provar que é um parceiro confiável para a Força Aeroespecial dos EUA (US Space Force). Do lado da Amazon, a pressão surge do regulador americano das telecomunicações, com a empresa a ter de colocar metade dos satélites previstos para a constelação até 2026, se quiser manter a licença emitida pelas autoridades. A constelação de satélites que irá fornecer internet do Espaço, recorde-se, será composta por 3.236 equipamentos.

Além dos Vulcan, a empresa vai contar com foguetões da Arianespace e da própria Blue Origin – empresa do fundador da Amazon, Jeff Bezos –, mas a rival SpaceX não está na lista dos parceiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui