[IENA 2017] Angola arrebatou nove medalhas na feira internacional da Alemanha

890

Angola apresentou 20 projectos tecnológicos na Feira Internacional de Ideias, Invenções e Novos Produtos (IENA 2017), dentre estes projectos foram conquistadas nove medalhas na feira que encerrou no domingo, 05 de Novembro de 2017.

As ideias, invenções e produtos que a comitiva Angolana levou para esta 69ª edição, representaram cerca de 70% em mecatrónica, sendo os restantes 30% para as áreas de química, ciências sociais e humanas, o que valeu uma medalha de ouro, cinco de prata e três de bronze.

Dentre as nove, quatro medalhas foram conquistadas por freelancers, sendo a medalha de ouro atribuída ao projecto “Sistema para detecção de falhas de iluminação pública”, duas de prata para o projecto “MwonoWaha” que visa melhorar serviços de saúde com sistema de informação”, e “Sistema de desarmamento da população civil”.A outra medalha de prata foi conquistada pelo estudante Miguel Matos, da Faculdade de Ciências da Computação, que apresentou o projecto “inclusão de pessoas portadoras de deficiências“. Já a medalha de bronze, foi para o Centro das Políticas Públicas e Governação Local da UAN.

Quais são as instituições que representaram Angola no IENA 2017?

Angola esteve representada com algumas instituições do ensino superior, com 9 projectos:

  • Universidade Agostinho Neto (UAN)
  • Metodista de Angola (UMA)
  • Instituto Superior Politécnico de Tecnologias
  • Ciências (ISPTEC)

Outras instituições: Instituição de ensino geral (ELIADA) com três projectos, instituições de Investigação Científica, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (IDI) como o Centro Tecnológico Nacional (CTN) afecto ao Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI) e o Centro de Estudos e Apoio à Formação, Investigação e Extensão (CEAFIE/UAN).

A referida comitiva esteve ainda representado pelo Centro de Pesquisa em Políticas Públicas e Governação Local (CPPPGL/UAN) com cinco projectos e as empresas (ONAIEPE e ANEUD) com dois projectos e Freelancers com um projecto, respectivamente, totalizando os 20 projectos de actores do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação de Angola.

A equipa do Menos Fios felicita os vencedores.