Cabo submarino SACS está oficialmente operacional

1794

Depois de se ter avançado a data oficial do funcionamento do cabo submarino SACS, a Angola Cables comemorou ontem 27 de Setembro de 2018, no Hotel Palmeiras, este grande feito. A NEC Corporation, fabricante e companhia que instalou o SACS, procedeu a entrega formal da empreitada, considerando-se assim como concluído o primeiro sistema de cabos submarinos que liga África e América, atravessando o Hemisfério Sul.

Segundo António Nunes (CEO da Angola Cables), neste momento o tráfego da Internet do país está a ser movimentado pelo SACS, devido ao corte registado no WACS, muito recentemente. “Isso aconteceu numa fase em que o SACS estava ainda em testes mas, por verificarmos que tudo estava dentro dos parâmetros, e pela urgência que tínhamos, tivemos que baldear todo o tráfego para este sistema”. Por isso, conforme fez saber, “em boa hora termos concluído o SACS dentro do prazo definido e orçamento, senão estaríamos a enfrentar um grande problema”.

O SACS vai tornar as comunicações com a América, principal centro de produção e armazenamento de conteúdos, produtos e serviços, cinco vezes mais rápida e vem diminuir a dependência ao WACS, que liga 11 países africanos e três europeus. Com esta rota diminui significativamente a dependência à Europa, porque as comunicações de Angola e do resto da região deixam de cruzar a Europa para chegar à América, uma vez que agora a ligação é directa, passando de 360 para 63 milésimos de segundos.