Cisco e INTERPOL colaboram no combate ao cibercrime

0
2217

A Cisco e a INTERPOL assinaram um acordo para partilhar inteligência sobre ameaças, com o objectivo de combater o cibercrime.

O acordo estabelecido entre a especialista Mundial em tecnologia de informação e a polícia internacional vai aliar duas organizações na coordenação e desenvolvimento de uma abordagem focada na partilha de informação.

“O acordo entre a Cisco e a INTERPOL visa apoiar programas desenvolvidos para combater delitos que decorrem no ciberespaço, ajudando assim os países membros na identificação destes ataques cibernéticos, bem como os seus autores”.

Conduzido pelo centro global de cibercrime da INTERPOL, a INTERPOL Global Complex for Innovation (IGCI), em Singapura, vai aliar duas organizações na coordenação e desenvolvimento de uma abordagem focada na partilha de informação.

Esta cooperação permitirá, segundo adiantaram as organizações em comunicado, não só detetar ameaças, rapidamente, em todo o Mundo, mas também abre caminho para futuras cooperações e formação na partilha de conhecimento.

A Cisco refere ainda que a sua tecnologia bloqueia 19,7 mil milhões de ameaças por dia através da sua Inteligência Colectiva de Segurança na Rede (Collective Security Intelligence), garantida pela equipa Cisco Talos Security Intelligence e pelo Grupo de Investigação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui