Comitiva Angolana já na Alemanha para a Feira de Ideias, Invenções e Novos Produtos (iENA 2021)

0
1108

A comitiva angolana, e que vai representar o nosso país na 72ª edição da Feira de Ideias, Invenções e Novos Produtos (iENA 2021), a decorrer na cidade de Nuremberga, de 4 a 7 de Novembro deste ano, já se encontra na Alemanha desde as primeiras horas do dia de hoje.

Os representantes nacionais viajaram para o país alemão no dia de ontem(02), Terça-Feira, com uma equipa de dez integrantes, destacando responsáveis de universidades e inventores, que a partir desta quinta-feira, 4 de Novembro, vão começar a expor as suas invenções e criações.

De informar que em 2020 o evento não se realizou por conta da subida do número de infectados de Covid-19 na Alemanha, e que o nosso país participa neste evento desde 2009, e aonde até a edição de 2019, data de última edição, Angola já levou 79 medalhas, sendo 19 de ouro, 28 de prata e 32 de bronze.

Na última edição, (2019), Angola conquistou nove medalhas: seis de ouro, uma de prata e duas de bronze, contra uma de ouro e duas de prata de 2018.

Falando aos jornalistas antes da viajem, o coordenador da caravana angolana, Gabriel Luís Miguel, disse que ao contrário dos 19 projectos previstos em 2020, este ano foram inscritos 15 com predominância para saúde pública, particularmente a Covid-19, e prevenção às calamidades naturais.

Pelo que a equipa do MenosFios apurou, os projectos inscritos, na sua maioria, são da Universidade Agostinho Neto (UAN) e da Universidade Metodista de Angola (UMA), e onde a também projectos da Universidade Mandume Ya Ndemufayo, SEAKA – Casa de Caminho Andre Luiz e do Colégio Eliada.

MAIS: Angola inscreveu 15 projectos na 72ª edição da IENA 2021

Eis os projectos abaixos inscritos:

  • SIRAC, da Uninet -UAN, retrata a dificuldade para o controlo e a contenção da propagação da Covid-19 no mundo, que trouxe à tona a fragilidade dos sistemas de saúde e da capacidade de resposta a esta pandemia.

A concepção e implementação de um Sistema Integrado de Rastreio e Assistência da Covid-19 (SIRAC), baseado no conhecimento científico actual na área da saúde sobre os sintomas mais frequentes e tratamento da Covid-19, é fortemente justificado como meio de prevenção e controlo da propagação do vírus (SARS- COV-2), aliviando assim a sobrecarga das instituições sanitárias.

  • KUBAHNA – é um projecto de doação online. É do Investigação & Inovação Tecnológica (I&IT) e o Departamento de Ciências da Computação da UAN. A criação fala da situação prolongada da pandemia Covid-19, que o deixou muitas pessoas na pobreza.

A plataforma Kubahna visa ligar as pessoas e instituições que querem fazer as doações a pessoas necessitadas de bens em espécies. Por outro lado, a plataforma destina-se construir rede de apoio e aproximar geograficamente as pessoas e as instituições necessitadas com os doadores.

  • COMUN (Minha comunidade) iniciativa da UAN – a imigração é um grande problema hoje, muitas pessoas saem de uma comunidade para outra sem saberem aonde vão, como vão e quem pode encontrar para ser seu suporte.

COMUN é uma aplicação para a criação de comunidades. As comunidades podem ser baseadas em países, cultura, interesses partilhados, religião, ideologia e entre outros. Estas podem ser grandes ou pequenas. A aplicação COMUN apresenta como impactos sociais relevantes: Facilidade de acesso ao emprego, Processo de integração mais célere, Apoio permanente da comunidade.

  • Acervo seguro –  um aplicativo da Investigação & Inovação Tecnológica (I&IT) e Departamento de Ciências da Computação da UAN, visa prevenir violência doméstica e facilita a denúncia. No acervo seguro, as pessoas criam uma conta, onde podem definir o agressor e carregar online as imagens, vídeos de alguma acção deste ou áudio.
  • Uvengukwa (prevenção de Covid-19),  da UAN – ajuda na identificação de zonas de riscos, podendo minimizar o contágio, com base no local que se indica avisa se há algum tipo de surto de qualquer doença.
  • Ukeba (a nossa saúde mental), UAN – visa identificar transtornos psíquicos, doenças que afectem inúmeras pessoas e tem um impacto negativo na qualidade de vida e no bem-estar dos visados.
  • Teclado para Deficientes Visuais (UAN) visa auxiliar pessoas portadoras de deficiência visual (cegas ou com baixa visão). Utilizam a máquina de escrever braille e tornar mais fácil a sua aprendizagem e o acesso ao conhecimento sistematizado.
  • Alert Covid-X (UAN) – é uma solução tecnológica que surge para tentar responder minimizando o contágio do SARS-Cov2 que tem como principais sinais e sintomas a febre, tosse seca e cansaço.

A solução desenvolvida tem componentes electrónicos incorporados numa máscara ou pulseira capaz de medir a temperatura corporal, controlar o distanciamento social obrigatório e, caso ocorra alguma irregularidade, é accionado um alarme.

  • EFUNDJA (UAN) visa o “Controlo de Inundações’’, derivadas do termo técnico em Cuanhama, que remete à enchentes, cheias ou inundações sazonais. Consiste numa plataforma digital vocacionada ao monitoramento, gestão e alerta de inundações, servindo de solução preventiva para os efeitos adversos provocados por este desastre natural.
  • A Criança e a Água, (UAN) é um projecto inserido nas actividades de extensão universitária do Grupo de Águas do Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências da Universidade Agostinho Neto. Integra parceiros como a SEAKA-Casa de Caminho André Luiz com a Escola João Henriques Pestalozzi, Química Verde Lab com o projecto Biofiltro e o Secretariado Permanente da Comissão Nacional de Angola para a UNESCO.
  • Special Social Network – Chat inclusivo (UAN), o mundo das tecnologias evoluiu muito e as pessoas com necessidades especiais, especificamente no caso de portadores de deficiência auditiva e mudos, não devem ficar de fora.

Este tipo de necessidades estão conectadas também nas plataformas das redes sociais e sobretudo nos serviços de mensagens instantâneas na Internet.

  • Programa de Extensão Rural e Assistência Técnica, da Universidade Mandume Ya Ndemufayo, na região do Cunene – a agricultura é o sector mais afectado, já que depende altamente das condições climáticas, daí é importante criar alternativas para diminuir a dependência da agricultura ao clima, e apostar na “irrigação”, feita de forma sustentável.

MAIS: Angola conquistou medalha de ouro na 70ª edição da feira internacional de IENA

Uma das melhores alternativas para se atingir este objectivo, com medidas de extensão rural e assistência técnica aos agricultores familiares.

  • Aproveitamento de Lixo Electrónico na perspectiva dos 3Rs (reduzir, reutilização, reciclagem), Universidades Metodista de Angola e Agostinho Neto, esse projecto, além de estar em consonância com a necessidade de melhorar a sustentabilidade, possibilita que Angola comece a marcar passos firmes e seguros na consciencialização para o tratamento e a reciclagem do lixo electrónico.
  • Literacia e inclusão digital nas comunidades carenciadas, Universidades Metodista de Angola e Agostinho Neto – a distribuição da informação permite não somente a inserção do indivíduo na sociedade do conhecimento, como melhora suas relações sociais e comunitárias.
  • Projecto de Combate à Pobreza nas Comunidades (CPPPGL), UAN – visa criar mecanismos congregadores entre as populações vulneráveis por intermédio de projectos de prevenção social.
  • LikelembaLine App (Colegio Eliada) – é um aplicativo mobile que funciona como uma rede social de natureza financeira permitindo que usuários cadastrados joguem Kixikila em modo online, tendo como suporte uma instituição financeira.
  • Sistema Automático de Renovação de Bilhete de Identidade (Colégio Eliada) “SAR – BI” é um protótipo que simula um sistema inteligente “roboo” criado com objectivo de proporcionar maior eficiência no processo de renovação de Bilhete de Identidade (segunda via), baseando-se em dados biométricos (impressão digital e retina dos olhos) do utente solicitante, funcionando em tempo real como um terminal ATM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui