Comunicações mundiais instáveis devido a massivo ataque hacker

2067

Um grande ataque hacker antigiu alguns países europeus nesta sexta-feira (12) e chegou a afectar até algumas companhias dos Estados Unidos da América.

Os computadores e sistemas de telefonia de hospitais e empresas de comunicação de pelo menos 12 países foram alvos de um grande ciberataque. O governo espanhol anunciou nesta sexta-feira em um comunicado que várias empresas do país, entre elas a gigante das telecomunicações Telefonica, foram vítimas de um ciberataque.

Os médicos de hospitais públicos da Inglaterra que tentavam acessar prontuários de pacientes depararam-se com avisos que informavam que as informações estavam bloqueadas e só seriam desbloqueadas com o pagamento de um resgate.

A empresa espanhola Telefónica informou que foi vítima de um vírus que obrigou a empresa a desligar todos os computadores de sua sede em Madrid. “É um vírus. Estamos a esperar para ver as implicações”.

Algumas informações avançam que o ataque alastrou-se e certas empresas teriam sido instruídas a não ligarem seus computadores quando os funcionários chegassem ao trabalho. Outros, que já estavam em expediente, tiveram de desconectar as máquinas da internet devido às suspeitas de infecção.

Esse tipo de crime tem atraído cada vez mais adeptos, que se aproveitam da falta de conhecimento das vítimas em relação à segurança digital e da facilidade para obter as ferramentas para criptografar os dados. Informações preliminares apontam que hackers Chineses comandaram a acção.

Será que as grandes empresas em Angola estão prontas para um ataque desta dimensão?

[Actualização 1 – 23:00 – 12/05]

Pode acompanhar em tempo real o mapa com os alvos do malware.

Em África os países atingidos foram o Egipto e a África do Sul, enquanto a Europa e Ásia estão no centro das atenções.