Coreia do Sul testa a impressão de comida em 3D

1654

A Coreia do Sul começou a testar a impressão de comida em 3D em alguns laboratórios, uma proposta futurista que está a dar os primeiros passos.

A ideia vai ser apresentada em San Diego, nos Estados Unidos da América, onde a investigadora Jin-Kyu Rhee, da universidade feminina de Ewha descreverá a “plataforma que usa impressão a três dimensões para criar microestruturas que permitem personalizar a textura da comida e a sua capacidade de ser absorvida pelo corpo”.

Os investigadores usaram um protótipo de impressora 3D para criar as microestruturas que reproduzem as propriedades físicas e textura observada em amostras de alimentos reais. Com esta plataforma, conseguiram transformar hidratos de carbono e proteínas em comida, controlaram a textura e a maneira como pode ser absorvida pelo organismo.

Jin-Kyu Rhee, afirmou que “pensaram que um dia as pessoas possam ter cartuchos com a versão em pó de vários ingredientes que podem ser combinados numa impressora 3D e cozinhados de acordo com as necessidades e preferências do utilizador”.

A investigadora defende que, além de permitir personalizar a comida, a capacidade de imprimir comida em 3D em casa ou em grande escala pode reduzir o desperdício de comida e os custos com armazenamento e transporte, além de poder satisfazer as necessidades alimentares de uma população mundial que cresce constantemente.

FONTEObservador
COMPARTILHAR
Artigo anteriorSaiba como activar a nova interface do Gmail
Próximo artigoTwitter registra lucro acima das expectativas
Daniel Afonso Geto Estudante de Engenharia de redes e telecomunicações escreve sobre tecnologia precisamente por ser a sua área de formação, ser algo que ama fazer e para si é um previlegio fazer parte do maior site angolano de notícias ligadas à TIC.Partindo do princípio, parar é morrer, é também detentor das certificações: Administração de Redes, CCNA Routing, CCNA Switching e CCNA Security.