Coronavírus: Angola está preparada para o trabalho remoto?

2
2524

Actualmente o mundo está afectado com uma pandemia que todos já conhecemos, o famoso coronavírus (COVID-19), que já afectou fortemente o sector tecnológico, levando várias empresas do sector tecnológico a nível mundial a fechar as portas, bem como vários eventos do mesmo segmento a serem adiados ou cancelados.

Essa pandemia afectou de tal maneira o mundo, que muitas empresas tiveram de adaptar-se a forma como trabalham, muitos tiveram que adoptar o trabalho remoto para evitar o contagio nas suas organizações, mas vamos ter em conta que essas empresas estão em países que oferecem condições de acesso a Internet para a efectivação de tais tipo de trabalho.

Angola está preparada para o trabalho remoto nesta fase?

Antes de começarmos a desbravar sobre esse tema que é bastante sensível para o nosso pais, temos de ter em conta que, nem tudo o que se faz presencialmente nas instalações da empresa pode ser feito remotamente, por exemplo, fica complicado para uma empresa de construção civil continuar a construir casas sem a presença local da equipa (pelo menos por enquanto). Portanto, o gestor da equipa/empresa deve elaborar uma lista de tarefas que poderão ser transportadas para o trabalho remoto e que elementos da equipa farão parte desta “força de trabalho digital”.

Neste caso, elaboração de plantas, atendimento ao cliente, relatórios de obras, etc, são tarefas que a construtora pode continuar a desempenhar sem problemas, mas para isso acontecer existe a necessidade de se usar uma série de recursos e ferramentas que podem ser usadas.

Após a definição das tarefas e equipa envolvida, surge a necessidade de garantir os recursos materiais e materiais para a realização do trabalho. Seguem aqui os essenciais:

Computadores

Sem eles não é possível virtualizar o trabalho. Logo, é necessário certificar-se de que cada membro da equipa remota tem disponível em casa uma “máquina” capaz de realizar as tarefas definidas. Cá, alguns de nós irão transportar os computadores do escritório para casa.

Conexão à Internet

Este é provavelmente o recurso principal para o sucesso de qualquer acção de trabalho remoto em Angola e não só. Sem contar que, neste momento, o fornecimento normal está limitado devido a uma avaria nos cabos submarinos que “fornecem” Internet para o país. Outro dilema é a cobertura limitada dos  tais operadores. Por exemplo, A TV CABO  cobre apenas algumas partes das cidades de Luanda, Lobito, Benguela, Lubango e Huambo. Já a ZAP Fibra cobre apenas algumas partes da cidade de Luanda. Mas a solução mais flexível em termos de cobertura é a Net Casa da Unitel, disponível em todas as províncias do país. Decerto que outras operadoras terão soluções para atender neste momento.

Ferramentas Colaborativas de trabalho

Além da conexão à Internet, cada equipa precisa eleger uma ou mais plataforma de interacção, para manter a comunicação e gestão das actividades diárias. Empresas de grande porte normalmente têm já definidos sistemas de comunicação super robustos, mas para aqueles que procuram soluções simples, práticas e gratuitas, seguem algumas sugestões:

Google Drive: A versão gratuita inclui aplicativos similares ao pacote Microsoft Office, que permitem a criação de documentos totalmente compatíveis com o Office, Excel ou PowerPoint, onde cada membro da equipa pode participar de forma colaborativa, completamente online. Além disso, o Google Drive oferece 15 GB de armazenamento em cloud para cada usuário.

Trello: O Trello é uma ferramenta de colaboração que organiza os seus projectos em quadros. Em resumo, o Trello serve para informar que tarefas estão a ser trabalhadas, quem está trabalhar em quê, e onde está determinada tarefa em maio a um processo. Permite ainda a criação de equipas de trabalho e a partilha de diferentes formatos de ficheiros até 10 MB cada.

TeamViewer: Já precisou espreitar, acessar um ficheiro ou usar determinada aplicação no computador do seu colega durante o trabalho? Saiba que é possível fazer isso remotamente. O TeamViewer é uma solução abrangente de acesso remoto, controle remoto e suporte remoto que funciona com quase todas as plataformas de desktop e dispositivos móveis, incluindo Windows, macOS, Android e iOS. Permite conectar remotamente computadores ou dispositivos móveis localizados em qualquer lugar do mundo e usá-los como se você estivesse lá.

WeTransfer: Se precisar transferir ficheiros “pesados” de um computador para outro de forma remota, esta é provavelmente a melhor solução. O serviço online de transferência de arquivos que permite o envio de até 2 GB de forma simples e intuitiva. Para utilizá-lo não é preciso criar conta no site ou inserir dados pessoais, basta ter um endereço de e-mail válido, o item a ser enviado e o e-mail do destinatário.

DropBox: É um serviço para armazenamento e partilha de arquivos. É baseado no conceito de “computação em nuvem” (“cloud computing“), o cliente tem a opção de usá-lo gratuitamente, mas pode pagar para obter algumas funções extras de armazenamento remoto de 5 GB (novos aderentes) de arquivos e pode ter até 1 TB se optar por um plano pago.

Ferramentas de Comunicação

WhatsApp: Pois é, o nosso WhatsApp de cada dia é uma ferramenta de comunicação essencial para o trabalho remoto. Diariamente, já utilizamos esta aplicação para este fim e nem nos apercebemos. Mas a verdade é que funciona perfeitamente para comunicação escrita, por voz e até vídeo conferências em grupo. Uma excelente opção para atendimento ao cliente e mesmo reuniões virtuais. Além da possibilidade de partilha de ficheiros de diferentes formatos, até 64 MB. E tem mais, toda gente tem e usa, não precisa de passar pelo sufoco de convites e instalações a cada novo meeting.

WorkPlace: Já imaginou ter um Facebook + Messenger apenas com o pessoal da sua empresa? O Workplace é literalmente isso (inclusive pertence ao Facebook) um ambiente fechado de partilha de informação, com direito a cronologia, feed, grupos, chat, video chamadas, partilha de ficheiros e muito emoji. Possui plano gratuito, disponível na versão web e mobile.

Skype: Já conhecido por muitos, o Skype é um software que permite conversar com o mundo todo. Milhões de pessoas e empresas usam para fazer chamadas de vídeo e voz gratuitas entre dois usuários, bem como chamadas em grupo, enviar mensagens de chat e partilhar arquivos com outras pessoas no Skype. Você pode usar o Skype no dispositivo que preferir: no celular, no computador ou no tablet. Gratuito para baixar e é fácil de usar.

Google Hangouts: É uma excelente alternativa ao Skype, com a vantagem de poder usar a sua conta Gmail para o login. Esta plataforma de comunicação, desenvolvida pela Google, inclui mensagens instantâneas, chat de vídeo, SMS e VOIP.

Zoom: Se você trabalha remotamente, provavelmente já ouviu falar sobre o Zoom, um dos principais aplicativos de software para videoconferência do mercado. Ele permite que você interaja virtualmente com colegas de trabalho ou empregadores quando reuniões pessoais não são possíveis. Isso faz com que o tele-trabalho pareça muito mais humano, pois ajuda você a se sentir conectado.

Microsoft Teams: É uma plataforma unificada de comunicação e colaboração que combina bate-papo, video-conferências, armazenamento de arquivos (incluindo colaboração em arquivos) e integração de aplicativos no local de trabalho. O serviço se integra ao pacote de produtividade Office 365 e apresenta extensões que podem ser integradas a produtos que não são da Microsoft.

A ideia deste artigo é mostrar que, algumas empresas em Angola tem a capacidade de usar as ferramentas de trabalho remoto caso a situação do Covid-19 se alastre pelo nosso pais, uma vez que já existem 2 casos confirmados. Mas adianta deixar aqui patente que a conexão a Internet será um grande entrave, pois nem todos tem acesso.

2 COMENTÁRIOS

  1. o país não esta preparado para trabalhos remotos isso porque a Internet aqui ainda é um luxo 🤷‍♂️ se contar com outros desafios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here