DHL é a marca mais imitada em tentativas de phishing

0
1148

O mais recente relatório de brand phishing da Check Point Research (CPR), empresa que tem estado na vanguarda de soluções de cibersegurança a nível global, revelou que a DHL é a marca mais imitadas por cibercriminosos nas suas tentativas de roubar a informação pessoal e credenciais bancárias, durante os meses de Outubro, Novembro e Dezembro de 2021.

Segundo a investigação, 23% de todas as tentativas de brand phishing estiveram relacionadas com a empresa global de envio de encomendas e logística, ultrapassando a Microsoft, que era a líder no trimestre anterior do top de marcas mais utilizadas em ataques de phishing, tendo somente 20% das tentativas no final de 2021.

Uma novidade do relatório é a inclusão da FedEx na lista das 10 marcas mais imitadas, “reflectindo as tentativas de aproveitamento da época festiva e da generalização das compras online, forçada pela pandemia, que continuou a ser uma preocupação fundamental”, diz a CPR.

MAIS: Check Point alerta para novo software malicioso que rouba credenciais

De referir ainda que, de acordo com que é informado pela CPR, viu-se uma tendência emergente do trimestre anterior, com as redes sociais a consolidarem a sua posição entre os três sectores mais imitados em tentativas de phishing: o Facebook deixou de fazer parte do ranking das 10 marcas mais susceptíveis à imitação, mas o WhatsApp passou da 6.ª para a 3.ª posição, representando agora 11% de todas as tentativas de phishing. O LinkedIn passou do 8.º para o 5.º lugar, constando agora em 8% de todos os ataques deste género.

Este trimestre, pela primeira vez, vimos a empresa global de logística DHL liderar o ranking de marcas mais prováveis de ser imitadas, presumivelmente derivado da tentativa de capitalização do número crescente de compradores online nesta época festiva, potencialmente novos e vulneráveis a este tipo de ataques. Os utilizadores mais velhos em particular, por estarem tipicamente menos orientados para a tecnologia do que as gerações mais novas, estão a comprar online pela primeira vez e podem não saber o que esperar no que diz respeito a emails de confirmação ou actualizações de entrega”, diz em comunicado, Omer Dembinsky, Data Research Group manager da Check Point Software.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here