FBI prende CEO da empresa que vendia Smartphones BlackBerry à criminosos

1672

O CEO da Phantom Secure, uma empresa especializada em vender smartphones customizados com camadas extras de segurança, Vincent Ramos, foi preso pelo FBI por vender smartphones BlackBerry para criminosos de alta periculosidade.

De acordo com documentos fornecidos pela Corte Distrital do Estado da Califórnia e entrevistas com fontes anônimas, a Phantom Secure mantém contactos com grupos criminosos e sabe exactamente para quem está a fornecer seus produtos: tanto Ramos como outros funcionários  da empresa estavam cientes de que os BlackBerries extra seguros seriam utilizados para actividades ilegais e os dotaram de uma série de recursos convenientes.

A empresa também chegou a criar servidores em Hong Kong e no Panamá que, segundo os documentos, não estavam dispostos a colaborar com a polícia. O FBI estima que foram distribuídos cerca de 20.000 dispositivos Blackberry para criminosos em todo o mundo.

Por exemplo, os dispositivos BlackBerry não contam com funções padrão de conectividade, câmaras e microfones activos por padrão e uma versão customizada do Pretty Good Privacy (PGP), um software de criptografia foi incluído para garantir a confidencialidade dos dados partilhados entre os membros dos grupos.

Segundo o FBI, a Phantom Secure não seria a única companhia a fornecer smartphones extra seguros para cartéis de drogas e outros criminosos.