Guerra de patentes: Blackberry processa o Facebook

2531

O negócio de patentes é milionário. Vemos várias vezes companhias registarem patentes de produtos que nem imaginam construir/desenvolver. A questão é que propriedade intelectual pode gerar receitas altas (pelo menos fora de Angola). Quando há tanto dinheiro envolvido, as batalhas são inevitáveis.

A mais nova batalha judicial é, no mínimo, inesperada: a BlackBerry acusa o Facebook de criar o Messenger (e outros aplicativos) usando ideias da companhia Canadense.

Os réus criaram aplicativos de mensagem que incorporam as inovações da BlackBerry, usando um número de ferramentas de segurança inovadora, interface de usuário e melhora de funcionalidade”, informou a Blackberry em processo protocolado na corte federal de Los Angeles.

Nós temos uma forte alegação de que o Facebook infringiu nossa propriedade intelectual, e após vários anos de diálogo, também temos obrigação com nossos acionistas de buscar medidas legais apropriadas”, disse a porta-voz da BlackBerry, Sarah McKinney.

Nos seus tempos áureos, a Blackberry era conhecida por ter um serviço de mensagens excelente, baptizado como “Messenger”, que permitia a troca de mensagens e imagens entre utilizadores, independentemente das redes dos operadores e sem os custos associados que estas cobram.

A guerra entre BlackBerry e o Facebook está a começar por causa do Messenger. A Blackberry acusa a companhia de Zuckerberg de ter copiado funcionalidades do Messenger para os serviços mais recentes.

Que funcionalidades foram copiadas?

A BlackBerry acusa o Facebook de ter copiado várias das suas patentes, para além da própria ideia base do aplicativo de troca de mensagens, adicionou as notificações, as mensagens por ler e outros recursos.

O processo não se limita ao Messenger do Facebook, atingindo também os outros serviços do Facebook, como o WhatsApp e o Instagram.

O que diz o Facebook?

O Facebook não deixou passar muito tempo para responder, segundo um porta-voz da rede social, a BlackBerry deixou de inovar e está a querer barrar a inovação das empresas concorrentes.

O processo da Blackberry reflete, de forma triste, o estado atual do seus negócios de mensagens. – resposta do facebook

Este processo surge depois de vários anos de conversação entre a BlackBerry e o Facebook, que aparentemente não tiveram sucesso.

Abaixo o documento completo com as acusações da Blackberry, detalhadas em 117 páginas.