Fintechs já podem candidatar-se à primeira turma da “Sandbox Regulatória” angolana

1457

Já estão abertas as candidaturas para a primeira turma da “Sandbox Regulatória”, plataforma que vai permitir que as startups da área de tecnologia financeira (fintech) e instituições do sector financeiro testarem os seus produtos, serviços e modelos de negócios.

Segundo o comunicado oficial, as fintechs angolanas têm até ao dia 10 de março para submeterem as suas candidaturas e poderem entrar no ambiente de teste “sandbox”, que prevê salvaguardar os interesses dos consumidores, segurança, bem como a integridade do sistema financeiro angolano, bem como facilitar as startups angolanas, em termos de orientação regulatória para se adaptarem a sua atuação à legislação em vigor.

A “Sandbox Regulatória” é um projeto conjunto do Banco Nacional de Angola (BNA) e o Acelera Angola, onde a iniciativa resulta da necessidade de se fornecer uma plataforma para incentivar a inovação nos serviços financeiros, estimular a segurança, comodidade, reduzir outros encargos no acesso e uso pelos consumidores.

MAIS: Startups angolanas vão beneficiar-se de um ambiente de teste (“sandbox”) regulatório

A Sandbox Regulatória vem ainda a necessidade de se promover a concorrência, eficiência e propiciar a inclusão financeira, onde para o representante do BNA, a mesma tem vantagens para a principal instituição financeira angolana, pois permitirá ajustar a regulamentação, por meio do aprendizado, com a devida adaptação de requisitos ou procedimentos regulamentares que inibem involuntários à inovação ou tornam os serviços, produtos ou modelos de negócio inviáveis.

Para submeteres a sua candidatura clica em aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui