Microsoft concentrou-se na qualidade do Windows 10 após um ano cheio de bugs

681

A Microsoft não se divertiu muito com o Windows 10 em 2018. No início deste ano, a Microsoft adiou a actualização do Windows 10 de Abril de 2018 devido a problemas de última hora na Tela Azul, e teve que corrigir problemas de congelamento da área de trabalho e do Chrome enviado para mais de 600 milhões de dispositivos.

No mês passado, a Microsoft lançou sua actualização de Outubro de 2018 e foi forçada a desconectá-lo após alguns dias, visto que de alguns usuários reclamaram que os arquivos estavam a ser excluídos. Se esses incidentes não foram ruins o suficiente, na semana passada, um engenheiro erroneamente fez uma alteração no servidor de licenciamento, o que levou muitas máquinas do Windows 10 Pro a súbita desactivação. 

Microsoft será mais transparente sobre como desenvolve o Windows

No mês passado, um conceituado colunista do The Verge disse que a Microsoft estava a enfrentar um grande teste de qualidade do Windows 10, especialmente porque alguns desses bugs foram reportados à Microsoft através do seu programa de testes Windows Insider. Portanto agora a empresa está a ouvir o feedback dos usuários do Windows 10 e a está a dar inicio uma série de postagens no seu blog oficial para ser mais transparente sobre como a empresa desenvolve e testa o Windows.

A actualização do Windows 10 de Outubro de 2018 será relançada hoje, e a Microsoft está planear adicionar um painel de status de actualização do Windows no ano que vem para documentar como está decorrer o lançamento actualmente. O Windows é um sistema complexo para testar, já que nem todas as máquinas são iguais e os componentes, drivers e software variam enormemente em mais de 700 milhões de dispositivos com o Windows 10. 

Será que a empresa vai ultrapassar esse problema?