Musk ameaça novamente que pode abandonar acordo para comprar Twitter

1541

O empresário norte-americano Elon Musk voltou a ameaçar que poderá abandonar o acordo de compra do Twitter. O CEO da Tesla entregou esta segunda-feira(06) um documento ao regulador norte-americano, a Securities and Exchange Comission (SEC), em que acusa a administração da rede social de esconder detalhes sobre a compra.

No documento, entregue pelos advogados do bilionário e disponibilizado no site da SEC, os causídicos afirmam que o Twitter continua a “recusar o envio de informação que Musk pediu repetidamente desde o dia 9 de maio, para facilitar a sua avaliação sobre contas falsas e de spam na plataforma“.

O documento acrescenta que, “neste momento, Elon Musk acredita que o Twitter está, de forma transparente, a recusar cumprir os compromissos assumidos no acordo de aquisição, o que causa ainda mais suspeitas de que a empresa está a reter os dados solicitados devido a preocupações com o que a análise dos dados que a equipa de Musk possa vir a revelar“.

O bilionário já tinha ameaçado que desistiria da compra do Twitter, devido ao problema relativamente ao número de contas falsas e ‘bots’ que existem na redes social.

MAIS: Várias ONG juntam-se para tentar impedir compra da Twitter por Elon Musk

O dono da Tesla e da SpaceX também se queixou daquilo que considera ser um problema de liberdade de expressão no Twitter – Musk afirmou várias vezes que foi um erro suspender o então presidente Donald Trump, depois deste ter elogiado a multidão que invadiu o Capitólio a 6 de janeiro de 2021.

Ainda assim, a equipa do empresário acrescentou que, “com base no comportamento do Twitter até ao momento, Elon Musk acredita que a empresa está a resistir de forma ativa e a ignorar os seus direitos a informação (e as correspondentes obrigações da empresa) previstos no acordo de aquisição“.

Trata-se de uma clara quebra material das obrigações do Twitter ao abrigo do acordo de aquisição e Elon Musk reserva-se a utilizar todos os seus direitos decorrentes dessa situação, incluindo o direito a não consumar a transação e o direito a dar por terminado o acordo de aquisição“, concluiu.

Apesar do negócio multibilionário, os investidores do Twitter não estão a gostar dos comportamentos de Elon Musk em relação ao negócio, e processaram mesmo o empresário, afirmando que este interage “numa conduta para criar dúvida sobre o negócio e desvalorizar substancialmente as ações do Twitter de forma a dar vantagem uma vantagem que esperava usar, seja para abandonar a aquisição ou renegociar o preço da compra”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui