Província de Benguela passa a usufruir de um novo circuito de fibra óptica

1789

Quase que já não é novidade que as 18 províncias de Angola já encontram-se ligadas por fibra óptica, mas agora os Agentes económicos da Província de Benguela passam a usufruir de um novo circuito de fibra óptica capaz de entregar serviços diferenciados de telecomunicações.

A ITA acaba de anunciar a parceria com a RNT – E.P. para exploração da rede de Fibra Óptica  nos circuitos Benguela – Luanda – Soyo (Zaire), com uma capacidade de 10Gbps, ao longo de cerca de 1000 KM. Esta parceria vem rentabilizar a infraestrutura da RNT que não é utilizada pelo organismo, ao mesmo tempo que permite à ITA entregar serviços diferenciadores, com uma qualidade excepcional, e expandir a sua rede nacional de serviços.

Com este circuito, os agentes económicos na Província de Benguela e nos demais pontos por onde passa esta infra-estrutura passam a estar ligado directamente a um dos maiores pontos de conectividade do País,  que são os circuitos da ITA, tirando deste modo proveitos dos benefícios proporcionados pelas telecomunicações.

Segundo Jaime Ferreira (Director-geral da ITA), podemos contar entre os aspectos diferenciadores, a disponibilidade de serviço, com mais capacidade, rapidez de transmissão e fiabilidade inerente à tecnologia de fibra óptica, a monitorização permanente, bem como assistência técnica local da qualidade dos circuitos de fibra óptica, com ligação ao NOC (Network Operation Center) de última geração da ITA, o facto da fibra óptica estar colocada em redes de postes de alta tensão, torna-a imune a agentes externos como vandalismo, obras, maus tempo, etc.

O circuito está completamente operacional desde o início do segundo trimestre de 2018. Com a parceria, os clientes da ITA em Benguela vão usufruir de um circuito primário com capacidades muito superiores do que as disponibilizadas até agora (400Mbps/s). Todas as empresas e organizações ao longo deste trajecto, serão beneficiadas, uma vez que a entrega e disponibilidade de serviços cresceu exponencialmente