Solução tecnológica das Eleições Gerais de 2022 vai sofrer auditoria externa independente

0
392

A solução tecnológica eleitoral para centro de escrutínio e a versão definitiva do ficheiro informático dos cidadãos maiores, para as eleições gerais de Agosto próximo, vão ser alvo de “auditoria externa independente”.

Essa informação foi revelada pelo presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE), Manuel Pereira da Silva, na última semana, informando que o órgão encontra-se já em velocidade cruzeiro no processo preparatório para as eleições gerais da segunda quinzena de agosto.

Destacar aqui o início da aquisição da logística eleitoral e a produção do material eleitoral devendo o mesmo começar a chegar já nos próximos dias ao país“, disse Manuel Pereira da Sila na cerimónia de inauguração da sede do órgão eleitoral, na capital do país.

MAIS: Partidos podem candidatar-se às eleições gerais por via online

Segundo ainda o Governante, entre as ações em curso, destacar a aquisição da solução tecnológica eleitoral ao centro de escrutínio, “a qual será objeto de auditoria externa independente por um ente escolhido no âmbito de um concurso público internacional“.

A receção da versão provisória do ficheiro informático dos cidadãos maiores, sendo que a sua versão definitiva será igualmente objeto de auditoria externa independente“, acrescentou o presidente da CNE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui