UNITEL. Falhas na rede é devido à redução de divisas para a compra de equipamentos

975

Os constantes problemas e falhas de conexão ocorridos na rede da UNITEL é devidos a redução de divisas. Falhas na rede é devido à redução de divisas para a compra de equipamentos pressão registada e a redução de divisas para a compra de equipamentos no estrangeiro, revelou o presidente do Conselho de Administração (PCA) da empresa, Aguinaldo Jaime.

Falando no final de uma vista de constatação dos deputados da Comissão de Saúde, Educação, Ensino Superior e Tecnologia da Assembleia Nacional, o gestor frisou que facto de Luanda ser o maior centro de consumidores, tem interferido significativamente na estabilidade da rede.

Segundo O que revela o PCA, a operadora debate-se com a redução de divisas, o que dificulta a implementação de investimentos em equipamentos, adquiridos maioritariamente em moeda estrangeira.

Com a depreciação acentuada da moeda nacional, sublinhou, a empresa está com uma capacidade reduzida para fazer novos investimentos em tecnologia de ponta, que exige atualização permanente.

Aguinaldo Jaime apontou ainda dificuldades de acesso em algumas áreas recônditas do país, por falta de estradas, assim como a existência de terrenos acidentados.

A vandalização de algumas infraestruturas da empresa, por parte de alguns cidadãos irresponsáveis e inconscientes sobre o papel importantíssimo que as telecomunicações desempenham na vida económica e social do país, afecta o seu funcionamento”, disse.

MAIS: Unitel investiu 700 milhões de dólares em infraestruturas, revela empresa

Já o porta-voz da 6ª Comissão da Assembleia Nacional, Narciso Benedito, afirmou que a visita às instalações da Unitel faz parte do plano de atividades, no quadro da constatação e auscultação da sociedade civil.

Segundo o parlamentar, a visita teve como objetivo conhecer o funcionamento da Unitel, os constrangimentos, desafios e as suas conquistas.

Narciso Benedito referiu que foram informados que a infraestrutura da empresa é assegurada, maioritariamente, por técnicos angolanos.

Segundo o deputado, apesar das dificuldades de acessibilidade em algumas regiões do país, a empresa continua a prestar o seu serviço nas 18 províncias do país.

A Unitel tem 13 mil km de fibra óptica instalados no país”, reiterou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui