Utilizadores poderão pagar uma taxa para usar as redes sociais no Uganda

1985

Já imaginou que além de pagar para usar a Internet, ter de pagar uma taxa para usar as redes sociais? pois é o Uganda pretende aplicar uma nova taxa aos utilizadores das redes sociais já a partir de Julho de 2018, com o objectivo de aumentar a receita do Estado.

A taxa será aplicada a usuários de serviços “incluindo plataformas como WhatsApp e chamadas de vídeo do Facebook”, garantiu  a Assembleia Nacional de Kampala, que ainda precisa aprovar qualquer plano.

Segundo  Matia Kasaija (Ministro das Finanças do Uganda), afirmou que os assinantes de telemóvel que usam plataformas como o Facebook, o Twitter e o WhatsApp deverão pagar 200 xelins por dia, o equivalente a 0,027 dólares. o mesmo garantiu que o objectivo é conseguir dinheiro, para “aumentar a segurança do país e ampliar a rede eléctrica, para as pessoas poderem usufruir das redes sociais com mais frequência”.

Os activistas dos direitos humanos discordam e alguns criticaram a medida nas redes sociais. “Trata-se de uma tentativa mais ampla para restringir a liberdade de expressão”, salientou Rosebell Kagumire, um conhecido activista dos direitos humanos no Uganda. Dos 41 milhões de habitantes do Uganda, cerca de 17 milhões são utilizadores de Internet.

Concorda com a aplicação desta taxa?