ZAP actualiza os preços dos seus serviços em Angola

2727

No mês passado, a operadora ZAP informava que, face às mudanças na economia nacional, nomeadamente a desvalorização da moeda nacional Kwanza, a empresa haveria de efectuar uma actualização nos preços dos seus serviços.

Um comunicado que dias depois foi prontamente contestado pelo INACOM. O órgão máximo das comunicações no país, advertiu a operadora que o aumento dos preços de quatro pacotes da distribuidora de canais de televisão por satélite (ZAP), a materializar a partir de 26 de Fevereiro, “constituiu violação à Lei”.

Mesmo com a alerta do INACOM, a operadora ZAP “não recuou na sua decisão”.

O certo é que, a partir de ontem, 26 de fevereiro, a operadora oficializou o aumento dos preços nos seus pacotes dos canais televisivos. Com a nova tarifa os novos pacotes passam para os seguintes preços:

  • O pacote Mini para 30 dias, que custava dois mil e 200 kwanzas, passa para AKZ 3.100.
  •   O pacote Max, que custava Akz 4.400, actualmente custa Akz 6.200.
  • O pacote Premium, que estava no valor de Akz 8.800 passa para AKZ 12. 400.

A ZAP defende o aumento dos preços devido às mudanças na economia nacional, nomeadamente a desvalorização da moeda nacional Kwanza. A empresa tem vindo a enfrentar grandes dificuldades no pagamento aos seus fornecedores internacionais e no exercício das suas actividades comerciais.