Adão de Almeida: Modernização e Transição Digital da Administração Pública exige aprovação urgente

2537

A modernização da Administração Pública Nacional exige a aprovação urgente de uma agenda da transição digital integrada, participada e pensada para os desafios do futuro, de acordo com as palavras do Ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida. que falava na sessão inaugural do Fórum IMA (Instituto de Modernização Administrativa).

Para o dirigente angolano, eventos desse tipo são um instrumento valioso ao serviço da harmonização de visões, interesses e caminhos para que a transição digital seja harmoniosa, transversal e permanente, além de frisar que temas como a interoperabilidade e a partilha de sistemas e informações na Administração Pública, a transição digital e a integração entre os serviços públicos, entre outros, vão merecer uma atenção particular nos próximos tempos.

Segundo  Adão de Almeida, um dos próximos desafios do Governo Angolano para concretizar o grande salto qualitativo, no que respeita à modernização da Administração Pública, é a garantia da interoperabilidade entre as bases de dados e os sistemas tecnológicos nos vários departamentos ministeriais e serviços públicos.

MAIS: Huawei investe na digitalização da Administração do Talatona

Fazemos parte de uma mesma Administração Pública. Há que agir como tal, de modo sincronizado com a partilha de dados e informações”, disse o Ministro, indicando que esta mudança vai permitir a eliminação de procedimentos que, por força da interoperabilidade, se tornarão obsoletos e desnecessários, produzindo um aumento da produtividade do Estado e dos cidadãos.

O evento que foi também dedicado a abordagens regulares de especialistas sobre questões ligadas à busca de soluções tecnológicas adequadas à modernização da Administração Pública, Adão de Almeida definiu que a transição digital traz consigo vários desafios actuais e urgentes, destacando os resultantes da cibersegurança.

A criação do Instituto de Modernização Administrativa, explicou, resultou da constatação de que a modernização permanente da Administração Pública é possível, necessária e incontornável. A modernização, acrescentou, demanda que o cidadão seja e esteja no centro das atenções.

Temos consciência de que o caminho ainda é longo e sabemos que a boa vontade, por si só, não basta para lograrmos atingir determinados objectivos e metas. É necessária acção permanente, concertada e com visão de futuro”, finalizou o Ministro de Estado.

O encontro serviu também para Adão de Almeida felicitar o Instituto de Modernização Administrativa pela iniciativa de institucionalizar o Fórum IMA, tendo incentivado a realização regular, com vista a assegurar um permanente diálogo inter-institucional capaz de promover a busca de soluções para problemas que afectam cada, enquanto entes administrativos, agentes públicos e cidadãos que demandam por serviços públicos e que muitas vezes se confrontam com um inexplicável fardo burocrático.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui