Deya, Plataforma Angolana de Crowdfunding, recebe financiamento avaliado em 50 mil USD

0
622

O empreendedorismo (digital e não só) tem sido um tópico com destaque crescente nos últimos anos. Mas, para conseguir elevar o patamar de uma ideia/projecto/empresa… muitos empreendedores ficam limitados por falta de fundos. Foi esse problema que a Deya prometeu resolver na altura do seu lançamento em 2017.

Praticamente 3 anos depois, a startup angolana Deya veio com uma notícia que poderá fazer a plataforma crescer: na sua primeira ronda de financiamento pré-semente a Deya conseguiu mais de $50,000 USD (valor exacto não divulgado) junto a um grupo de investidores anjos.

A Deya é a primeira plataforma de financiamento colectivo (crowdfunding), projectada para para os PALOP (com foco para Angola), que tem como missão ajudar a impulsionar o acesso ao financiamento para causas de impacto social e posteriormente projectos empreendedores, tornando-se o ponto de encontro rápido e seguro entre angariadores de fundos e financiadores/doadores.

Em comunicado enviado pela equipe da Deya, detalha-se que o investimento possibilitará à startup melhorar o desenvolvimento da sua plataforma nos próximos meses, para ser mais robusta e com melhor experiência para os utilizadores, bem como implementar o seu modelo de negócio, começando assim a gerar receita para impulsionar o seu crescimento. 

Equipa Deya: Morato Custódio, Vanda de Oliveira, Ricardo Figueiredo (da esquerda para a direita)

Estou muito entusiasmada com o sucesso desta ronda de financiamento, pois durou quase um ano até fecharmos as negociações com os investidores ajos desta ronda. Este financiamento pré-semente é importante porque vai permitir-nos desenvolver nova propriedade intelectual para a plataforma e expandir a oferta da Deya para que os seus utilizadores (individuos e organizações) possam tirar o maior valor possível, e assim possibilitar maior crescimento de forma exponencial da plataforma.” revela a co-fundadora da Bantu Makers e CEO da Deya, Vanda de Oliveira.

Quanto a Deya conseguiu angariar até ao momento?

Desde o seu lançamento, já foram angariados através da Deya mais de Kz15,000,000 para projectos de impacto social. A startup, que neste momento opera nos modelos de doação e recompensa, já está também a desenhar a implementação do modelo de equity (capital), a ser lançado ainda este ano, para permitir que negócios inovadores e PMEs possam levantar financiamento através desta modalidade de financiamento colectivo. 

A equipe da Deya partilha ainda um estudo do Banco Mundial (2013) que dá conta que há oportunidade para que mais de 344 milhões de pessoas nos países emergentes possam participar em serviços de financiamento colectivo, e o continente africano tem um potencial de mercado de $2.5bn até 2025.

Dominar a África Subsariana nos próximos 5 anos

Os planos de expansão da Deya foram revelados pela sua CEO, Vanda Oliveira, que deixou claro que pretendem ser uma referência nos próximos 5 anos.

“A beleza do crowdfunding é a possibilidade de individuos, empresas e organizações poderem angariar fundos sem a intermediação de bancos ou outras instituições tradicionais de financiamento e neste potencial que estamos a trabalhar para tornar a plataforma de referência neste sector para África subsariana nos próximos cinco anos. Este financiamento é primeira fase de fazer cumprir este objectivo” – Vanda de Oliveira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here