O imparável crescimento do Facebook no mundo das redes sociais

0
2140

Desde que foi lançado em fevereiro de 2004 que o Facebook só sabe crescer. Treze anos depois a empresa continua a surpreender investidores, acionistas, utilizadores e aficionados da tecnologia.

Actualmente a versão para desktop do Facebook conta com 1,86 mil milhões de visitas mensal enquanto que, a versão mobile chega aos 1,74 mil milhões de visitantes activos que entram na sua página pelo menos uma vez por mês. Muitos fazem isto a partir dos smartphones ou tablets.

No último relatório fiscal divulgado, relativo ao quatro trimestre de 2016, o CEO da plataforma, Mark Zuckerberg e a sua equipa voltaram a apresentar números estrondosos. No que diz respeito a receita, o Facebook conseguiu 8,8 mil milhões de dólares, ao mesmo tempo conseguiu um lucro a rondar os 3,56 mil milhões de dólares. A publicidade continua a ser uma das maiores fontes de receita da empresa, segundo as informações os anúncios mobile são responsáveis por 84% do total de receitas.

“A nossa estragégia está a funcionar e temos muitas oportunidades pela frente. Por isso, vamos continuar a investir para conseguir resultados ótimos a longo prazo.” Mark Zuckerberg.

É difícil ficar indiferente à quantidade de pessoas que utilizam o Facebook, inclusive numa base diária. É impossível não reconhecer o mérito dos feitos alcançados pela rede social, mesmo para quem não gosta do conceito de plataformas sociais.

O Facebook não só se pode orgulhar do crescimento do número de usuários e anunciantes, mas também do aumento da quantidade de publicidade. Embora a rede procure não exagerar com anúncios. A empresa promete continuar a seguir esta estratégia ao publicar anúncios segmentados, concretos e actuais que se encaixem bem no conteúdo geral dos feeds de notícias.

O Facebook como rede social é uma das plataformas online mais completas de sempre: junta pessoas, empresas, marcas, anunciantes, suporta fotografias, vídeos, vídeos imersivos, tem uma ferramenta de mensagens instantâneas, tem ferramentas de analítica, permite criar eventos, permite criar grupos, permite avaliar restaurantes e outros estabelecimentos, permite fazer chamadas de voz e de vídeo, permite fazer compras… o Facebook é uma plataforma como nenhuma outra.

O analista James Cakmak da Monness Crespi Hardt & Co, chegou a afirmar que, “se você é um anunciante que pretende abranger o público-alvo máximo possível, tem apenas duas opções: Facebook e Google. O Facebook permanece a plataforma com o maior crescimento para as despesas de publicitários, e com o lançamento de novos canais para os usuários, isto não vai mudar.”

O Facebook tem uma grande abrangência de propósitos e tem também um grande número de utilizadores. Estes dois factos estão correlacionados, tudo porquê as pessoas usam o Facebook porque de facto há lá algo que lhes interessa enquanto utilizadores da internet.

Para além da principal rede social, hoje o Facebook conta com uma série de aplicações, como, por exemplo, o WhatsApp, Instagram e Messenger. O Instagram  já conta com 600 milhões de utilizadores mensais, o WhatsApp com mais de 1,2 mil milhões de utilizadores mensais, e o Facebook Messenger com mais de 400 milhões de utilizadores mensais.

Acontece que o Facebook não tem um verdadeiro rival à sua altura e muito por mérito próprio. E ainda estamos longe ter uma rede social capaz de enfrentar directamente o crescimento imparável da plataforma do Mark Zuckerberg.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here