[MWC 2023] GSMA revela que mais de 30 países implementarão redes 5G em 2023

1494

Velocidade é o lema da MWC 2023, uma alusão direta ao padrão 5G. Mas, como anda a implementação das redes 5G ao redor do mundo?

Palco principal da MWC 2023

Num estudo revelado na feira, a GSMA Intelligence prevê que as ligações 5G deverão duplicar nos dois anos nos próximos, aceleradas por inovações tecnológicas e novas implementações de redes 5G em mais de 30 países só em 2023. Das novas redes a serem implantadas em 2023, prevê-se que 15 sejam redes autónomas 5G.

Segundo a GSMA, as ligações de consumidores ultrapassaram a marca de mil milhões no final de 2022 e irão aumentar para cerca de 1,5 mil milhões este ano. A previsão é que seja atingida a marca de dois mil milhões no final de 2025.

Em janeiro de 2023, existiam 229 redes comerciais 5G a nível mundial e mais de 700 modelos de smartphones 5G à disposição dos utilizadores.

Abertura em mercados emergentes

Países como o Brasil e a Índia, que lançaram recentemente redes 5G, são considerados chave para que essa previsão seja concretizada, devido principalmente a densidade populacional dos países citados.

Claro que África não ficaria de fora. Temos visto as iniciativas da Unitel e Africell para, de alguma forma, implementarem as suas redes 5G. A Etiópia e o Gana são outros países africanos que prevê implementar redes 5G durante o ano de 2023.

Até agora, a adoção de 5G tem sido impulsionada por mercados relativamente maduros e casos de utilização de consumidores como a banda larga móvel melhorada, mas isso está a mudar. Estamos agora a entrar numa segunda vaga para 5G que verá a tecnologia envolver um conjunto diversificado de novos mercados e públicos“, disse Peter Jarich, Chefe da GSMA Intelligence. “

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui